Academia justifica omissão ao nome de Farrah Fawcett no Oscar



Diretor diz que atriz era mais conhecida na TV do que no cinema.
Tributo relembrou Michael Jackson, que morreu no mesmo dia que Farrah.

O diretor-executivo da Academia de Ciências Cinematográficas, Bruce Davis, explicou o porquê de o nome da atriz Farrah Fawcett não ter sido lembrado na homenagem aos atores mortos em 2009 feita pelo Oscar no último domingo (7). Segundo ele, a atriz era mais conhecida como estrela de televisão, que de cinema.

Omitir Fawcett foi uma decisão difícil para o comitê que reúne os nomes para o segmento “In Memoriam, afirmou Davis. Para o diretor, o comitê “sabia que a omissão ao nome de Farrah Fawcett seria a que traria mais comentários”.

Farrah Fawcett (1947-2009) morreu no dia 25 de junho, após três anos de luta contra um câncer no fígado. A atriz faleceu no mesmo em que o astro Michael Jackson, que foi um dos homenageados pelo Oscar.
Quando indagado sobre por que Michael Jackson foi incluído na lista já que cantores foram deixados de fora, Davis explicou que o Rei do Pop apareceu em um lançamento recente nos cinemas – o documentário “This is it”, que reúne os últimos ensaios do cantor, morto em junho de 2009, mesmo mês que Fawcett.

“Pense em todos os comentários em blogs que teríamos recebido se o deixássemos de fora”, disse o diretor-executivo da Academia.

Farrah ganhou fama na televisão ao estrelar o seriado “As pantera”. Mas a atriz também fez carreira no cinema: atuou em longas como “O apóstolo” (1997) e “Quem não corre, voa” (1988).

Família ofendida:

Ainda assim, Davis diz compreender que a omissão de Fawcett possa ter ofendido. “Não há nada que você possa dizer às pessoas, particularmente aos membros da famílila, um dia ou dois depois do show, que ajude”, reconheceu Davis. “Eles tendem a ficar surpresos e machucados, nós entendemos isso e sentimos muito.”

Davis admitiu que o comitê teve discussões sobre a decisão, mas alegou que a escolha de não citar Fawcett e Barry foi que a homenagem ficaria mais apropriada no prêmio dedicado à televisão, o Emmy Awards.
Anualmente, a Academia faz um tributo aos profissionais de Hollywood que faleceram durante o período, exibindo uma edição de imagens dos homenageados durante a apresentação do Oscar. Nesta edição, o ator Patrick Swayze, Michael Jackson, David Carradine e outros foram homenageados ao som da canção “In my life” na voz de James Taylor.
Mas a imagem de Fawcett não foi incluída no tributo. A porta-voz da Academia Leslie Unger chegou a afirmar que o tributo precisa ter um número limitado de homenageados e que a seleção de nomes é uma “realidade infeliz”. “Não podemos incluir todo mundo”, diz Unger.
Segundo a Academia, os homenageados são escolhidos por um comitê, que deve reduzir a lista de todos os falecidos da indústria cinematográfica do ano a apenas 30 nomes.
Fonte: G1



PORRA ACADEMIA,DÁ UMA GOOLGADA AÍ!
Olha a Farrah Fawcett em dois momentos:
Logan’s run – Fuga do século 23 (1976)
The Substitute Wife – A Substituta – (1994)

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Polly Ana disse:

    Nossa! É por isso que eu digo, não há imparcialidade. tudo é movido por interesses. Talvez eles não a consideravam boa o suficiente para entrar no rol de homenageados ou, pior, não a colocaram no rol por esquecimento: uma mulher a menos. Não saberemos! O óbvio é o desmerecimento do trabalho dela, o que já não é novidade, pois, muitas obras cinematográficas belíssimas também não passam pela censura da academia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s