Filme As Garotas do Calendário – Calendar Girls (2003) A sensualidade da maturidade:

“As Garotas do Calendário”, um filme com uma história um pouco diferente do que se costuma contar, e ainda assim, prendeu a minha atenção, talvez por ser leve, descontraído e despretensioso. O enredo é algo inusitado e admirável! Eu diria que ele transmite uma boa dose de auto-estima, de vigor, de alegria e desprendimento de medos, dúvidas e preconceitos…

Trata-se da história real de Chris (vivida no cinema por Helen Mirren) e Annie (Julie Walters), amigas diferentes entre si, mas inseparáveis, que vivem em uma cidadezinha inglesa. Chris é integrante do Women’s Institute, uma Associação Nacional que congrega senhoras em torno de atividades, como fazer doces e geléias, jardinagem ou tricô. Quando o marido de Annie morre (vítima de leucemia) ela resolve se juntar ao grupo, em um movimento para ajudar o hospital onde o marido esteve sob tratamento.
A campanha, idealizada por Chris, para arrecadar fundos, consiste em fazer o calendário beneficente que o Instituto feminino da cidade lança anualmente, com uma integrante do Women’s Institute para cada mês, cada uma mostrando uma prenda de seus dotes domésticos. Uma idéia muito tradicional e familiar, não fosse por um pequeno detalhe: as mulheres devem aparecer nas fotos completamente nuas. Fotos em nu artístico.
Fotos dos calendários do filme, das páginas dos meses de Janeiro, fevereiro, julho e outubro. Não encontrei de todos os meses…

Só o fato do nu artístico já seria motivo de burburinho na conservadora cidade de Knapely, imagine então com o anúncio de que as modelos serão as cinquentonas participantes do instituto…
Mas Chris não teve essa idéia do nada, ela se inspirou em um calendário que viu em uma oficina da cidade, e no discurso deixado pelo recém-falecido marido de Annie, que comparava as mulheres de Yorkshire às flores típicas da cidade que tem seu momento mais belo no pleno amadurecimento.

E assim, Chris resolve enfrentar todas as

conseqüências e organiza a produção do calendário. As dificuldades não são poucas, e vão desde convencer as amigas (da associação) a participarem das fotos e a contratação de um bom fotógrafo a convencer a diretoria do instituto a apoiar a idéia e conseguir um patrocínio.

As fotos que aparecem a partir de agora, são dos verdadeiros calendários, que inspiraram as fotos do filme… esses calendários tiveram uma excelente aceitação e venderam muito além das espectativas das suas idealizadoras… foi sucesso total…



É uma comédia leve, que de forma sutil discute a valorização das pessoas e mostra que a beleza da mulher resiste ao tempo, e mesmo após os cinqüenta anos ela pode ser tão bela quanto foi na mocidade. Além do quê, tem uma fotografia belíssima! Até hoje não assisti a um filme inglês que não me encantasse pela beleza dos cenários naturais… coisas da Inglaterra… vale a pena assistir,recomendamos…

E mulheres brasileiras entraram na onda e também tiraram a roupa em prol de um hospital do câncer infantil, em São Paulo. Veja essa matéria:

Vovós tiram a roupa por hospital infantil

Gênero: Comédia Dramática
Ano: 2003
Duração: 108 minutos
Origem: EUA / Inglaterra
Distrubuidora: Buena Vista
Direção: Nigel Cole
Roteiro: Tim Firth e Juliette Towhidi
Produção: Nick Barton e Suzanne Mackie
Música: Patrick Doyle
Fotografia: Ashley Rowe
Site: http://www.calendargirls.tv

Não achou?Já deu uma olhada no Cine Anarquia?

Youtube:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s