Hilary e Jackie: é um dos mais complexos filmes biográficos dos últimos tempos



 

Hilary e Jackie du Pré são duas meninas inseparáveis, que compartilham um mundo especial repleto de alegrias e música. A princípio, Hilary, a irmã mais velha, é uma musicista de sucesso, mas quando Jackie chega à precoce idade de nove anos, seu extraordinário talento como celista arrebata platéias de todo o mundo. À medida que as irmãs crescem, suas vidas vão ficando cada vez mais distantes e diferentes. Quando Jackie sai pelo mundo em turnês internacionais, seu único contato com a família é a roupa suja que ela manda lavar em casa.

 

Hilary casa-se com Kiffer, um jovem e talentoso maestro. As duas irmãs perdem contato, até que um dia Jackie chega de surpresa à fazenda onde Hilary e Kiffer vivem com seus filhos. Precisando desesperadamente de amor e apoio, Jackie diz à Hilary que quer dormir com Kiffer. Hilary nunca fora capaz de dizer não a irmã. Jackie se torna parte da família até o dia que Kiffer decide que aquela situação precisa ter um fim. Jackie deixa a casa da irmã e vemos sua vida através dos seus olhos – a solidão das infindáveis turnês, onde não se pode explicar a infelicidade que se sente numa língua estrangeira e onde todos dizem que a amam, mas ela não tem amigos. Apenas um celo, que pouco a pouco ela passa a odiar mais que sua própria vida.

 

 

Até Jackie conhecer Daniel Barenboim numa festa. Ela pega seu odiado instrumento e usa-o para se comunicar com Daniel, agradecendo-o por, finalmente, lhe trazer felicidade. Mas enquanto o mundo celebra a história de amor deles, comparando-a a um conto de fadas, alguma coisa está acontecendo à Jackie. Constantemente cansada, ela teme estar enlouquecendo. Ela volta a procurar Hilary e Kiffer, porém, aos seus olhos, é rejeitada por eles. Até que uma noite, durante uma turnê, ela perde a sensibilidade nos dedos. Ela consegue ouvir a música, mas não consegue tocar. Por fim, acaba tendo um colapso.

 

 

Roteirizado por Frank Cottrell Boyce, com base no livro “A Genius in the Family”, de Hilary e Piers du Pré, o filme conta com a ótima direção de Anand Tucker e trata do relacionamento tempestuoso entre duas irmãs.
Um outro aspecto que dá mais substância ao filme é a forma como a história é estruturada. Ela é basicamente desenvolvida em três atos: o 1º cobre o período da infância das duas irmãs; o 2º, rotulado de “Hilary”, conta a história do ponto-de-vista de Hilary; o 3º, rotulado de “Jackie”, a conta do ponto-de-vista de Jackie.

O roteiro, adaptado por Frank Cottrell Boyce, é muito bem elaborado. A trilha sonora é ótima, apresentando algumas interpretações da própria Jackie.

No elenco, Emily Watson e Rachel Griffiths estão magníficas como as duas irmãs. Merecem ainda destaques as atuações de James Frain, David Morrissey, Charles Dance, Auriol Evans e Keeley Flanders.

Ficha Técnica:
Gênero: Drama
Direção: Anand Tucker
Roteiro: Frank Cottrell Boyce
Produção: Andy Paterson, Nicolas Kent
Design Produção:Alice Normington
Música Original:Barrington Pheloung, Ian Jones
Fotografia: David Johnson
Edição: Martin Walsh
Direção de Arte:Charmian Adams
Figurino: Sandy Powell
Efeitos Especiais: Steve Breheney, Evan Green-Hughes
Pais: Reino Unido
Nota: 7.4
Filme Assistido em: 1999

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s