Winter´s Bone

Este filme, sem dúvida entrou para minha lista de melhores filmes. Nele Ree Dolly (Jennifer Lawrence) , uma garota de 16 anos tem de enfrentar a árdua tarefa de criar os dois irmãos mais novos, ajudar a mãe que passa por problemas psicológicos. 

Como se ela ainda não tivesse problemas suficientes, seu pai que é procurado da polícia por fabricar metanfetaminas, colocou a única propriedade da família como garantia pela fiança, e agora está desaparecido, e o prazo para ele comparecer ao tribunal se expira dentro de alguns dias, caso ele não apareça a família perderá também sua casa.

Isso faz com que a garota, parta em uma jornada para descobrir o paradeiro de seu pai, pois precisa garantir o futuro dos irmãos e da mãe, mesmo que para isso ela precise lidar com os mais perigosos bandidos locais.

O interessante é que o filme “flerta”, como o Noriega gosta de dizer, com muitos clichês, mas não cede a nenhum deles, por isso acaba te surpreendendo.

Além das belas cenas cinzentas e verdes da fronteira do canadá, o filme trás belas músicas em sua trila, todas interpretadas por artistas locais, algumas dessas composições datam de antes de 1900.


Em uma determinada cena, a personagem entra na casa de uma antiga namorada de seu pai, na sala está tendo uma festa, e Marideth Sisco, uma das cantoras que contribuiu para a trilha sonora, está cantando dentro da casa em uma roda de música.

Winters Bone, já levou o Gothan Awards de melhor filme, venceu em Sundance, tem ainda algumas indicações ao Oscar, inclusive o de melhor filme, mas acredito que seja pouco provável que leve alguma estatueta.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. caricartunista disse:

    Vi este filme ontem e gostei bastante. No começo ele não me empolgou muito, mas depois de um tempo, à medida que ia conhecendo melhor a história e os personagens, ele passou a me agradar mais.Acho que o colocaria na lista de melhores filmes de 2010, mas não o considero nada genial, apenas bem feito. Aliás, por falar em bem feito, talvez "Winter's Bone" tenha mais mérito que "The King's Speech" que é extremamente bem feito, mas não cativa, não parece ter alma.E sim, as imagens são lindíssimas! É um show de naturalidade num mundo em que o 3D e o CG reinam.Um abraço!Rob Ville

  2. Almighty disse:

    Tenho assistido muitos filmes de "desgraça pessoal" ultimamente. E com certeza verei esse também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s