Podcast Guerra dos Tronos # 10

Antes tarde do que nunca! Os White Walkers NUNCA conseguirão impedir a publicação desse podcast! Os Deuses novos e antigos estão conosco!

Episódio final de Guerra dos Tronos e Angélica Hellish de Brunette (guardiã das masmorras de Winterfell) e o Anão Punhanheiro da Espada Grande (e mente afiada) chamaram Canti, o Cantor e  Pablo, o Bardo Nerd!, Ko Erin do Game of Thrones BR e Caminhante Branco do Pipoca e Nanquim pra comentar o que acharam do último episódio, da 1ª temporada da série e suas espectivas para a sua retomada no ano de 2012.

Clique na imagem para ver o post completo!

Fórum Cine Masmorra no ar!

Saudações viajante! É com orgulho que apresentamos o Fórum do Cine Masmorra! Que entrou no ar ontem, e está apenas esperando sua visita, cadastro e troca de informações! A grande diferença do fórum para este site é que o fórum receberá conteúdo geral relacionados a filmes, séries e afins, e todos podem postar! Conheçam um pouco sobre nossa idéia:

  • Você poderá criar quantos tópicos quiser, para debater com outros usuários
  • Diferente deste site, o conteúdo NÃO SERÁ focado só para o cinema alternativo, então se você quiser comentar sobre Thor, Pulp Fiction ou o que for, sinta-se a vontade!
  • Quer vender aquela sua coleção encostada? Acesse nosso tópico de Classificados!
  • Mostre sua coleção de cinéfilo master no tópico Minha Coleção!
  • Caso não queira falar apenas de cinema, acesse o off-topic, para comentar sobre o que quiser, sem restrições!

Estaremos esperando você lá, faça parte do fórum (que é nosso e de todos vocês) voltado a cinema, compartilhe, comente, crie tópicos, venda, compre, discuta, debata… Acessem lá: forum.cinemasmorra.com.br


Equipe Cine Masmorra

FARRAZINE 22 – Zumbis, Furry e Muito mais

Voltamos com a edição #22 repleta de matérias e novos colaboradores!

>

Desta vez, entrevistamos o André Dahmer (na verdade, o mini-dahmer) e ainda conversamos com o Leo, autor de uma das bedês mais aclamadas na Europa (Aldébaran), e falamos sobre ditadura, quadrinhos, política e etc…

Conheça um pouquinho do Estúdio Vejo em Cores de Bianca e Adam num bate-papo bem pessoal e delicie-se com a HQ Furry dos nossos novos companheiros Guilherme de Sousa e Thaís Leal!

Temos ainda a volta de Nano Falcão com matérias bombásticas, a coluna do Filipêra (Nerds Somos Nozes), um conto com a personagem Garen de Rita Maria Félix da Silva,  terceiro e quarto capítulos da HQ Cidade Nua de Snuckbinks e Rafael Camargo (Que ainda assina Aulas de Roteiro), música com Red Baron e Fernando Schittini e contos escritos pelo sempre sagaz Hiro.

E nossa amiga Paloma Diniz trouxe uma superentrevista com o desenhista David Lloyd, além de duas matérias sobre os quadrinhos nacionais!

Bom, já falamos demais, não é?

Então baixe ou leia on-line mesmo nos links abaixo:

–  VERSÃO .RAR – MEGAUPLOAD  –  66,6 Mb

VERSÃO .RAR – 4SHARED  –  66,6 Mb

–  VERSÃO .PDF – MEGAUPLOAD  –  87 Mb

–  VERSÃO .PDF 4SHARED  –  87 Mb

–  VERSÃO .PDF SIMPLES (SEM HIPERLINKS) – MEGAUPLOAD  –  32,9 Mb

–  VERSÃO .PDF SIMPLES (SEM HIPERLINKS) – 4SHARED  –  32,9 Mb

–  FARRAZINE NO ORKUT

–  FARRAZINE NO ISSUU

Lançamento: 20.06.2011 – 86 páginas

Podcast Guerra dos Tronos # 09

E pra conversar sobre o 9º episódio dessa série fantástica, e que está chegando a reta final Angélica Hellish de Brunette e Anão da espada grande (e mente afiada) chamaram Mano da Muralha do Hcast, Lord Carl Touror de PautalivrestownCaminhante Branco escriba do Pipoca e NanquimKo Erin do Game of Thrones BR. Falando sobre o polêmico episódio que antecede o season finale, tão aguardado por todos!!

Imperdível: Estaremos fazendo o podcast ao vivo no nosso canal do ustream nesta terça-feira, dia 21/06/2011, 22h!! confira lá, salve em seus favoritos e participe conosco compartilhando suas opiniões sobre o seriado como um todo! Lá no http://ustream.tv/channel/cinemasmorra

E-mail para contato: contato@cinemasmorra.com.br
Nosso skype: MasmorraCast
Arte do Banner: Barão

Extras

 

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

La Prima Cosa Bella

Não sei se esse filme se enquadra mais em comédia ou drama, no entanto é uma obra bem interessante, pois trata de memórias, e no meu caso, me fez revirar muitas de minhas memórias.

Embora não me identifique imediatamente com nenhum dos personagens e nenhum dos personagens se encaixem na história de minha família, a trama me prendeu por sua simplicidade e a forma como que quase sem querer a vida toma rumos inesperados e que quase sempre foge às nossas mãos.

No filme somos apresentados a Anna, uma jovem mãe, e muito bela, que sem querer vence um concurso de beleza de mãe mais bonita da localidade, sua filha caçula Valéria se maravilha com o momento da mãe, Bruno, o filho mais velho não gosta tanto da idéia, pois talvez perceba o que está por vir, afinal o pai deles, Mário, é muito ciumento, e embora apoiasse que a mulher participasse do concurso, talvez não cresse que ela o venceria. Assim começa nossa tragédia, nos idos de 1970.

Somos transportados agora para 2010, para uma realidade onde Bruno, vive alienado, não querendo se apegar a nada que possui (emprego, namorada, família), e que, um dia recebe a visita da irmã, que lhe dá a notícia que a mãe já está em fase terminal, e quer muito dividir os últimos momentos de vida com os filhos.

Meio que sem querer Bruno embarca nessa viagem, não apenas ao encontro da mãe, mas também ao encontro de todas suas memórias e seu passado. As aventuras ao lado da mãe, e todo seu sacrifício para tentar ser o “homem da casa”.

O filme é tocante, pelo menos pra mim, pois fez refletir um pouco mais na conversa que tivemos no batendo papo na masmorra especial de dia das mães, como o Marcos bem lembrou, não sabemos quem foram nossos pais antes de nosso nascimento, podemos ainda prolongar o assunto e dizer que não podemos dizer que realmente sabemos tudo o que nossos pais fizeram por nós, seus reais sacrifícios e tudo o que ficou para trás, sonhos e desejos, frustrações e realidade.

Mescla muito bem comédia e drama, mas você não chega a chorar e nem rir. Eu chorei ao final, mas um choro não de tristeza, mas um choro talvez pela reflexão a que o filme me levou. Esse filme foi a aposta italiana para concorrer ao Oscar de melhor filme estrangeiro, mas sequer chegou a competir a estatueta. Mesmo assim vale conferir esse belíssimo filme, onde a fotografia, as locações na itália e a trilha sonora, formam um espetáculo à parte.

Assista o trailer do filme
Link do filme para o IMdB

Podcast Guerra dos Tronos # 08

A taverna da Masmorra está lotada! E todos atentos na reta final da série!

Comandando mais uma rodada de hidromel, Angélica Hellish de Brunette, junto com o Anão da espada grande (e mente afiada) chamaram Ko Erin, do Game of Thrones BR, Lord Carl Touror de Pauta Livrestown, Mano da muralha do H Cast, Meistre Fermon (aquele que leu o livro, mas não tinha um bom headset, leia o texto no final da postagem) e o pirata Cleverson do Piratacast.

E-mail para contato: contato@cinemasmorra.com.br
Nosso skype: MasmorraCast
Arte do Banner: Barão
Ache preços imperdíveis do primeiro livro neste link, ou se já leu o primeiro, compre agora o segundo!

Novidade: Além de nossos feeds de posts e feeds de podcasts, agora estamos com os feeds para itunes! Inscreva-se agora ou cale-se para sempre!

Texto enviado pelo Meistre Fermon (leitura mais do que recomendável):

Acontece: você se programa para um evento e o evento toma um rumo inusitado, malbaratando todos os seus planos. Resumindo de modo mais informal: o evento vem e te atropela. Foi assim (está sendo, nada de spoilers para quem não leu o livro) com Ned Stark, foi assim comigo: depois de ouvir por semanas ao que considero atualmente o melhor, mais informativo e mais divertido podcast do Brasil, eis que Angelica Hellish, guardiã das masmorras de Winterfell, me convida para fazer parte do podcast do episódio 8 de Game of Thrones.

Qual não foi minha tristeza ao descobrir que, depois de vários testes e dois microfones, minha parte na gravação ficou inaproveitável!? Pois é, acontece. A gravação (apesar de eu ter que falar baixo para evitar microfonia e coisas do gênero, e uma vez ou outra – essa o pessoal do podcast não sabe até agora – ter recuado quase um metro e meio para poder falar sem precisar abaixar muito a minha voz de barítono de chuveiro) foi muito, mas muito divertida mesmo, e lamento muito que eu quase a tenha estragado. Mas Angelica me garantiu que deu para cortar minha parte sem grandes problemas, e pediu que eu escrevesse um depoimento resumindo minha participação. Vamos lá, então.

Sobre o episódio

O episódio 8 de Game Of Thrones (The Pointy End) foi para mim um dos mais fracos da série, se não o mais fraco. Calma lá, pessoal. Isto não quer dizer muita coisa em se tratando do que é atualmente a MELHOR série de TV, aqui e lá fora (e se não ganhar no mínimo o Emmy de melhor série dramática e de melhor ator para Peter “Tyrion Lannister” Dinklage, eu compro um chapéu só para comê-lo. Pronto, falei. Agora, continuando:

O que acontece com esse episódio é que ele é, no jargão da indústria, um episódio de transição. Ou seja, apesar de (como sempre nessa maravilhosa série) acontecerem zilhões de coisas importantes nele, não há de fato um turning point ali, ou seja, um momento de decisão sobre o qual toda a série vá dar uma de suas inúmeras reviravoltas. Claro, a cena final pode até ser interpretada assim, mas depois vocês verão que não é bem o caso. Quem lembra dos finais incríveis do episódio 4 (Tyrion Lannister preso na taberna) e do 7 (a traição de Littlefinger com a faca no pescoço de Stark) vai entender o que estou dizendo.

Muita gente (pelo menos na parte estrangeira da minha timeline do Twitter) estava achando que esse seria o melhor episódio, até porque o roteirista era ninguém menos que George R. R. Martin, o criador da saga A Song of Ice and Fire e autor dos quatro (em julho serão cinco) romances e algumas histórias avulsas ambientadas nesse universo. Discutimos que talvez fosse inexperiência de Martin com o formato roteiro – mas alguém (não lembro quem, desculpem) recordou que não era o caso, pois Martin é roteirista de longa data. Foi o criador da série já clássica A Bela e a Fera, com uma Linda Hamilton pré-Exterminador do Futuro e Ron Perlman, e de vários episódios da versão anos 80 da série Twilight Zone.

Minha opinião no podcast foi a seguinte: adaptar livro para filme é sempre algo extremamente complicado. Talvez na visão do autor mais ainda (lembrou outro participante, e eu concordo), mas o que academicamente chamamos de tradução intersemiótica é um procedimento sempre muito delicado porque um conjunto de signos (as palavras em um texto) nunca sai idêntico a outro conjunto de signos (no caso, as imagens em uma tela). Ainda mais com atores como Lena Headey, que é de uma inexpressividade que vou te contar…

Minha opinião no geral? Mesmo o pior episódio da melhor série de todos os tempos é um ótimo episódio. Quem não viu, veja. Quem viu, veja novamente. E tenho dito (ou escrito, porque até arrumar um microfone novo não tem podcast pra mim, infelizmente).

***

Conversar com Fermon foi formidável, suas opiniões e experiência no assunto (sem contar sua “bagagem”) nos surpreendeu, e aguardamos projetos futuros! (e com novos headsets hahahah)

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

13 Assassins – Takashi Miike e sua genial irreverência

O filme “13 assassins” do cultuado diretor japonês Takashi Miike é um dos últimos lançamentos de sua filmografia, não é um filme muito fácil de se encontrar com uma boa qualidade, como se trata de uma história que se passa no Japão e quase todas releases do filme que você encontra na internet são com legendas em inglês embutidas no próprio, mas saciaremos seu problema (no final do post).

A história se passa no Japão feudal onde o Lorde Naritsugu Matsudaira controla boa parte da população de uma maneira sádica e megalomaníaca, ele enxerga todos como seus servos e os trata com um grande desrespeito, tudo isso porque ele não acha emoção em nada do que faz, o que o leva a desafiar a honra das pessoas com torturas psicológicas e físicas. Eis que entra na história o velho samurai Shinzaemon Shimada, que se encontra aposentado de seus dias áureos, é contado para ele a história de uma família onde o Lorde assassinou um homem, escravizou sua mulher e cortou os braços, pernas e a língua da filha do casal, apenas uma das várias injustiças cometidas pelo Lorde Naritsugu.

É quando o velho samurai resolve montar uma pequena equipe de guerreiros para por um fim no terrível domínio do Lorde, nessa busca ele encontra os “13 assassinos” e partem para uma emboscada contra o grande exército do Lorde.

Para quem é familiarizado com a filmografia do diretor Takashi Miike, é fácil perceber que a história foge um pouco de algumas premissas já feitas pelo diretor, mas é interessante ver como ele retrata o período histórico do Japão, com samurais, pessoas honradas e os ideais da época, e o mais interessante, como ele consegue manter seu estilo sádico e sanguinário em prol do roteiro. A premissa vai fazer muitas pessoas lembrarem do clássico “Os sete samurais” do também japonês e genial diretor, Akira Kurosawa.

É fácil entender porque diretores tão famosos quanto Quentin Tarantino apreciam o trabalho de Miike. É sem dúvida um cinema de muita violência visceral e estética visual diferente do que estamos acostumados a ver em filmes mais blockbusters, se você aprecia o trabalho destes novos diretores como um todo, é imprescindível conhecer também suas influências.

O cinema oriental contemporâneo tem presenteado o mundo com grandes obras e grandes diretores, e acredito que não seja injusta a constatação de que nós, ocidentais, ainda temos muito que aprender com o oriente, principalmente na área do entretenimento cultural.

Assista o trailer do filme em alta resolução
Link do filme para o IMdB

Podcast Guerra dos Tronos # 07

 

 

Masmorra cheia, todos de olho no que está acontecendo em Guerra dos Tronos!

E desta vez veja o Meistre Luwin mostrando pro Theon Greyjoy que ele não é caveira, é moleque, vamos conferir uma participação especial do ‘N Sync cantando Bye Bye Bye e acompanhe um teaser promocional exclusivo de Conan, o Dothraki!

E Angélica Hellish de Brunette (torcendo as mãos nas masmorras de Winterfell) chamou o Anão da Espada Grande (e mente afiada), Ko Erin do Game Of Thrones BR, Mestre Lucas de DruidTree (que nos agracia sempre com sua bela voz! o podcasteiro), Lord Carl Touror de PautalivrestownLady Gisa – Aprendiz de Syrio Forel do Gurias NerdsSor Ed de Campinas Fell, o ilustrador de Westeros.

Arte do banner: Barão
Nosso skype: MasmorraCast

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook