Los Ojos De Julia

Dirigido por Guillem Morales e produzido por Guillermo Del Toro, Os olhos de Julia é uma produção espanhola com muitas qualidades técnicas e um roteiro que, a primeira vista parece simples, mas cresce em torno de sua protagonista, Julia, interpretada com talento pela atriz Belén Rueda.

A história gira em torno da morte de Sara, irmã gêmea de Julia, que é encontrada enforcada no porão de sua casa. Julia, porém, desconfia da morte, e acredita que ela nunca teria cometido suicídio. Ambas carregam uma doença que se desenvolveu mais cedo em Sara, deixando-a cega, Julia investiga por conta própria a morte de sua irmã, e quanto mais perto ela parece chegar de uma resposta, mais cega ela fica, literalmente.

Desde o início fica claro que Sara não se matou, e deixa muitas hipóteses sobre quem poderia ser o antagonista responsável pela sua morte. O clima do filme altera várias vezes em seu suspense, por ora parece tratar de um filme de fantasmas e espíritos, e por outra, de algum assassino em carne e osso. Essa dualidade do suspense é muito interessante e causa uma sensação incômoda a partir de um determinado momento.

Vários recursos são empregados com inteligência pelo diretor, como um determinado personagem que sabemos estar presente, mas que seu rosto nunca é enquadrado pela câmera, o que causa muito incômodo por não sabermos sua verdadeira face. A iluminação é também é usada com muita inteligência, sempre nos fazendo desconfiar do ambiente, de investigarmos com nossos próprios olhos os lugares onde pode estar o assassino. Uma das melhores cenas do filme é envolvendo uma câmera de fotos e seus constantes flashes.

O que realmente me incomodou foram algumas revelações que ao longo se mostraram forçadas dentro da narrativa, e as ações que a protagonista tem ou não perante elas. Alguns coadjuvantes têm papéis essenciais para o entendimento da trama, porém alguns outros poderiam ter ficado de fora, o que pouparia algumas desconfianças por parte do espectador e que talvez enriquecesse mais a trama.

O Desfecho poderia ter sido de uma beleza maior se o diretor optasse, talvez, por uma trama mais simples, ou talvez com papéis mais importantes para outros coadjuvantes, pois somente ao ver a resolução da história de Julia, foi que eu pude ser lembrado de quem ela realmente se importava durante o filme todo.

Mas enfim, o filme, apesar de alguns erros, tem muitos atributos técnicos e uma originalidade rara de se ver hoje em dia, não é difícil imaginar porque Del Toro apostou no iniciante Guillem Morales, pois apesar de não concordar com algumas decisões do diretor, eu seria um verdadeiro cego em não reconhecer o talento e potencial que ele tem.

Link para o IMdB
Assista o trailer no youtube

Anúncios

3 pensamentos sobre “Los Ojos De Julia

  1. Mais um filme que está na minha lista pra ver, mas bons filmes, ou que tenham boas recomendações, gosto de ver com calma, se possível acompanhado, então essa fila anda devagar, mas espero ter oportunidade de assistir em breve

    Curtir

  2. eai Ivan, recomendo o filme pelo trabalho técnico mais do que pelo roteiro em si, mas em tempos de “Premonição 5”, é um filme interessante de assistir, nao se apega aos clichês que agnt nao aguenta mais o

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s