O Extremista

Fetiche, fantasias. Sinônimos? O fetiche das fantasias. Há heroísmo sem fantasia? Os heróis de quadrinhos estão entre os maiores fetiches do século XX.

Em sua estória, Peter Milligan trata principalmente de três personagens: o casal Judy e Jack Tanner e seu vizinho Tony Murphy… ah! claro, há um quanto elemento, Patrick que desempenha a contento seu papel mefistotélico atraindo os três para o êxtase e finalmente à ruína. Os três vão vestir o traje do Extremista, e o que é o Extremista? É Poder. Poder ser e fazer o que quase ninguém, em suas vidas suburbanas, pode. Poder excita e por isso ninguém resiste (muito) a idéia de ser Extremista.

Creio que o traço sujo e dark e, vá lá, feio de Ted McKeever acentuam a estranheza e o peso da estória. Enquanto Milligan desafia seus leitores a pensarem no que fariam se achassem o traje de Extremista. Gosto do destaque dado a Judy tirando-a da passividade e tornando ela uma predadora ao passo que seu marido Jack fica cada vez mais hesitante e acaba pagando por isso.

No começo dos anos 90 a linha Vertigo abria trilhas na mata para reaver o que o Comic Code havia suprimido 40 anos antes cerceando possibilidades e atrevimentos na nona arte estadunidense e, porque não, no mundo. Dezenas de ótimos títulos saíram nesse período e sob o selo Vertigo da DC Comics.

Particularmente, tenho enorme admiração por várias obras dessa leva (e pretendo discuti-las no futuro). Já correram rios de tintas destrinchando e homenageando aquelas obras que viraram clássicas como Sandman, Preacher e O Monstro do Pântano, falta agora referenciarmos as que passaram meio despercebidas como O Extremista.

Vale lembrar que o ponto central dessa trama é o sexo. Milligan provoca seus personagens que levam suas vidas sexuais regulares, papai-mamãe de luz apagada (se identificou) com a possibilidade de realizarem qualquer fantasia. Claro, para isso há um preço, sempre há. Quem tem cacife, pague…

 

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. jefferson disse:

    Cara muito bacana extremista…como fan de quadrinhos sempre achei esse lado sujo desse quadrinho…assim como a premissa de toda linha vertigo muito bacana…no fim o público nem sempre é presenteado com obras que não são rentaveis..enquanto existiram epocas com wolverine em 12 capas de quadrinhos da Marvel…graphics novels bacanas nem sequer chegam por aqui..principalmente no interior…XD!

  2. Sr. Elton disse:

    Putz cara! Onde eu acho isso aí? Tem link aí pra nós?

  3. Excelente post, Tiago! Tinha torcido meio a cara pra essa graphic novel mas depois do seu texto vou procurá-la pra ler. Valeu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s