Batendo Papo na Masmorra #24 – O quanto você se expõe na internet?

Nesta edição do B.P.M. Angélica Hellish e Marcos Noriega recebem Mafalda e Eubalena do Monalisa de Pijamas, Fábio Nanni do Zombie Talk, Pablo Lopes do Bar do Nerd e Ivan Motosserra do Rock 30 para conversar sobre como as pessoas se comportam na internet e nas redes sociais.

Edição feita por Angélica e Pablo do Gene Fantástica
Banner feito por Aline Rezener, conheça seus trabalhos aqui,  e o seu blog aqui.
Chamada da vinheta: Fat Frog do Pó de Cash

>>> Alguns textos interessantes sobre o tal sanduíche:

Comercial espanhol sobre consequências da exposição na internet
Trailer do filme Trust (Confiar), citado durante o podcast
Ivan Motosserra no Toscochanchada

Vamos usar no twitter? #TwittUmBomExemplo

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Anúncios

23 pensamentos sobre “Batendo Papo na Masmorra #24 – O quanto você se expõe na internet?

  1. Lindo programa! Exposição é perigoso mas bem dosada e estudada, vale a pena porque mostrando um pouco de nós damos a chance de sermos reconhecidos em outros, e fazermos boas amizades por sintonia.
    Eubalena, concordo muito com o que você falou sobre esclarecimento ser muito mais educador que o medo, silêncio, tabú. Requer coragem mas depois vale mais a pena!

    Um adendo: sobre o caso de São Caetano, a professora atingida não morreu, só foi atingida no joelho…

    Muito fofa a tosse no fundo. Qual das três mães tava com a filha resfriada? Até tossindo é bonitinha 🙂

    Curtir

  2. Podcast muito bom. A conversa fluiu livre e a inteligência dos participantes contribuiu para a qualidade do debate.

    Tenho dois filhos, um casal, e me preocupa muito o futuro deles. Primeiramente porque é nossa obrigação como pais, criá-los para o mundo, não para que este seja obrigado a absorvê-los, mas que na verdade possam contribuir para melhorá-lo. Temos que entender que a internet é um meio que está aí e para o futuro. Não podemos privar nossos filhos deste conhecimento, apesar dos perigos que vêm como ônus. Não sou um exemplo de pai, mas tudo tento conversar abertamente com meus filhos. Com meu trabalho, não tenho tempo de fiscalizá-los 24hs por dia. Além do mais, sempre haverá aqueles momentos em que eles estarão sozinhos ou tentarão estar. É aí que a conversa franca vai surtir efeito, pois diante do errado, imoral ou anti-ético, eles hão de lembrar do ensinamento, da palavra amiga que nós pais transmitimos anteriormente.

    Um abraço à todos que participaram deste BPM.

    Curtir

  3. Poxa, foi bem diferente esse BPM, mas foi realmente interessante e atual. Ainda não digeri o menino que se matou, é complicado descobrir tudo que se passou na cabeça desse garoto.
    O mundo está cada dia mais perigoso, me assusta pensar no nosso futuro, com essas pessoas que colocam vídeos na internet de gosto realmente duvidoso.
    Quero muito ter filho, mas me assusta também o futuro dele, nesse mundo tão maluco, mas se a gente ficar pensando nisso, nossa vida ficará estagnada para sempre. Valeu!!! ^^v

    Curtir

  4. Ótimo podcast!
    Exemplificou muito bem como as pessoas estão perdendo o bom senso, achando tudo normal e digno de ser compartilhado.
    Em tempos em que sanduíche de @#$% aparece nos TTs, uma pessoa morre e vira o IDead, como mudar/melhorar o conteúdo?

    Curtir

  5. Foi um formato diferente dos BPM convencionais, mas gostei bastante. COncordo com o Juliano, a exposição é positiva se for bem dosada. Depois que entrei nesse mundo dos podcasts, algumas centenas/milhares de pessoas já me ouviram tanto no meu quanto nos outros podcasts. E isso só me trouxe coisas boas: conheci muita gente legal, desde ouvintes até podcasters. Aprendi muita coisa ouvindo e participando. Troquei muitas ideias com o pessoal.
    É só saber dosar a exposição. Há 10 anos, as pessoas colocavam a mão no rosto na hora da foto, perguntando “Você vai colocar isso na internet?”. Agora, todo mundo pula na frente da câmera pra aparecer e correm pra publicar no orkut/facebook/twitter. Os tempos mudaram, a exposição tornou-se comum, mas tenho medo do nível de banalização que isso pode chegar.

    Curtir

  6. Pingback: Monacast 106 – Bastidores #06 | Monalisa de Pijamas

  7. Excelente programa!

    Vocês estão todos de parabéns por produzir um podcast de ótimo conteúdo, conduzido com a devida seriedade, mas sem perder a leveza e o humor de uma boa conversa.

    Espetacular!

    Curtir

  8. Podcast bem legal mesmo..ja tinha ouvido outro recentemente sobre o mesmo tema….e em ambos o filme trust(naum sei se é assim que escreve) foi muito bem comentado…vou ver se assisto pois tou muito curioso a respeito desse filme…

    Curtir

  9. Muito relevante o podcast, peço que faça mais quando for conveniente, pois como pude ver o formato agradou a muitos ouvintes.

    Eu realmente tenho medo da exposição na WEB que temos visto, pra ser sincero não acho justo quando os pais gravam aqueles vídeos com os filhos falando algo errado, cantando, rindo ou chorando, e depois disponibilizam no Youtube, não sei qual é o efeito a longo prazo que isso pode ter na criança, será que não acaba por banalizar a exposição.

    Não vejo como controlar o acesso á internet, como bem explicado e comentado abaixo, o jeito é coscientizar a criança a saber fazer bom uso dessa ferramenta.

    Ainda sobre o tema, qdo vi a tirinha no site do André Dahmer, não pude deixar de lembrar do podcast!

    Curtir

  10. Adorei o podcast, pois o tema de fato é mais que relevante é um tema sobre o qual, todos nós que vivemos na rede, devemos refletir. Não é o simples fato de preservar a nós mesmos que importa, mas de tentarmos disseminar informações boas, úteis e de relevância. Não é preciso perder o bom humor para se passar uma mensagem boa.

    Não é preciso ser “politicamente correto”, talvez seja preciso sim ser correto e as vezes um pouco político, mas é mais importante que sejamos disseminadores de um conteúdo inteligente, ou minimamente relevante, ou ao menos que não sejamos disseminadores de algo ruim, por mais divertido que isto possa parecer.

    Como dito pelo Tio Ben a Peter Parker: “grandes poderes trazem grandes responsabilidades”. E o acesso a internet nos dar grandes poderes, pois podemos disseminar a informação que quisermos a todos os cantos do mundo e por isso é necessário se ter responsabilidade, não para se divulgar apenas coisas que influenciarão o mundo positivamente, mas, talvez principalmente, para não divulgar algo que influenciará o mundo negativamente.

    Não sou contra divulgar conteúdo engraçado na internet, pois é preciso que as pessoas sorriam mais. Só não acho bacana divulgar uma coisa que possa ofender alguém ou que possa passar uma idéia errada como sendo algo bom. Vi parte do citado vídeo e não me interessei. Ao princípio não parei para pensar o como isto virá um viral poderia ser ruim, mas é. Afinal, ao mesmo tempo que pensamos o como isso é algo idiota, uma exposição sem sentido, algumas pessoas acham isto o tipo de conteúdo divertido que deve povoar a rede.

    Terminando este gigantesco comentário, apenas devo dizer que adorei a idéia do #TwittUmBomExemplo e farei o possível para disseminá-la.

    Curtir

  11. Salve, masmorraiada.

    Fiquei surpreso com a decisão de fazer um BPM sem foco em “o que você está assistindo/lendo”?
    E foi uma surpresa boa, a discussão foi em alto nível, o tema abordado de suma importância e os convidados muito bem selecionados.
    Cheguei a comentar em outros podcasts com tema semelhante, a exposição que alguns podcasters costumam se permitir.
    Por escutar vários – e há um bom tempo – em alguns casos é possível fazer um verdadeiro dossiê sobre a vida do podcaster. Isso me faz pensar se essa exposição não pode se tornar perigosa a longo prazo, afinal não sabemos o que o futuro nos reserva.

    Parabéns pela iniciativa em ampliar o leque do BPM.

    Abração.

    Curtir

  12. Pingback: The Dark One Podtrash » Podtrash 73 – MPTrash: Versão Brasileira

  13. Pingback: Rádio Monalisa #24 – Podcast de Humor com Notícias Bizarras | Monalisa de Pijamas

  14. Pingback: Cinemasmorra – Batendo Papo na Masmorra | Todos os casts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s