Trash em forma de boneco

Horror! Medo! Desespero!

O dia das crianças passou para a grande maioria das pessoas. Mas para outros, o terror está presente sempre. Principalmente para os espectadores de cinema podreira onde o enredo se desenrola a partir de sangue, bonecos e facas.

E a tosquice mais famosa de todas é o Child’s Play, conhecido aqui no Brasil como Brinquedo Assassino do brilhante diretor Tom Holland (A Hora do Espanto). E neste filme de terror – se é que um boneco “good guy” aterroriza alguém – temos um assassino que faz uso de seus conhecimentos arcanos de Magia Negra para transferir sua alma para um boneco e se salvar de um tiro mortal. Mas mesmo em corpo de boneco, o assassino resolve manter seu bodycount de assassinatos. E não se esqueçam, don’t fuck with the Chuck!


Mas infelizmente temos que lhes contar. Chuck é um filme infantil. Filme de brinquedo assassino de verdade é o Black Devil Doll from Hell. Neste grande clássico do horror-trash, temos uma senhora que resolve comprar um boneco em uma loja de Magia Negra que está possuído por um espírito maligno, e este ser irá tocar a zaralho. Qualquer semelhança com o “Good Chucky Guy” é mera coincidIencia. E este veio antes do Chucky! Sim, acreditem.

E voltando ao Black Devil Doll from Hell, precisamos avisar que ele é um filme independente, e por isso sofre dos problemas deste tipo de produção: Péssima montagem, trilha sonora, efeitos, iluminação, figurino e atores. Mas as cenas do boneco endiabrado fazendo sexo oral em uma mulher, o boneco estuprando mulheres e depois as matando são cenas que certamente inspiraram Tom Holland e; por isso são impagáveis. Observem a genialidade independente:

E o melhor de tudo que este filme é tão legal, que ganhou um remake com uma produção decente em 2009. Neste remake temos mais picardias e drogas. Sem contar com um elenco semi-pornô, o que deixa a atuação hilária! Observem:

Trailer sem cortes e x-rated do remake Black Devil Doll from Hell! (para maiores de idade)

Mas a podreira independente conseguiu produzir algo mais psicodélico do que bonecos assassinos e tarados. Por volta de 2006, um canal no Youtube começou a fazer grande sucesso entre os fãs de cinema underground. Este canal pertencia a um ser andrógino que se auto denominava Shaye Saint John. Este personagem se dizia uma modelo que sofreu um acidente de carro que a deixou desfigurada e por isso começou a trocar partes de seu corpo por bonecos.

Então tenham em mente que o personagem muitas vezes está em uma cadeira de rodas, usando uma máscara, tem uma voz robótica e tem um feitiche/amor por bonecas Barbie.

Mas o interessante não é a idéia estilo Dr. Phibes  – All Hail Vincent Price. O melhor eram os vídeos desconexos, repetitivos e perturbadores. Após o sucesso na rede, uma distribuidora independente norte americana resolveu compilar alguns vídeos e vender um DVD.

Neste DVD, existem 31 curtas, onde Shaye comete atos insanos com muito gore e psicodelia. O material é totalmente interpretativo e muitos vão dizer “mas que diabos é isso?”. Pois é, isto é o que passou na mente do Bruno Gunter ao assisti-lo. Mas apesar do personagem ser imortal e permanecer no Youtube, a pessoa por trás das produções já faleceu. Seu nome era Eric Fournier, um artista americano, underground envolvido com o movimento punk dos anos 80.

Então aproveitem que o Youtube não remove as contas de pessoas que já faleceram e tirem suas conclusões e debatam conosco se o personagem era apenas um troll ou talvez um artista incompreendido.

O que vocês acharam?

Anúncios

9 pensamentos sobre “Trash em forma de boneco

  1. Não sou muito chegado em filmes trash. Na verdade, a maioria dos filmes trash são terror/horror e não me divirto vendo filmes assim. Pelo contrário, alguns até me perturbam. O próprio boneco Chuck é um exemplo disso. Inventei de assistir esse filme na época em que passou pela primeira vez na tv brasileira. Eu ainda era criança, e o filme me assustou muito. Mas morri de medo mesmo quando fui jogar video game na casa de um amigo e acabei dormindo lá. Isso poucos dias depois de ter assistido o filme. No meio da noite, acordei para ir no banheiro e vi o Chuck, na penumbra, perto da cabeceira da cama deste amigo. Caramba, acordei a casa toda aos gritos. Meu amigo acordou e começou a gritar também, mas pelo susto. A mãe dele veio correndo para o quarto e acendeu a luz, muita assustada peguntando o que houve e tentando me acalmar. Puta que pariu, depois que havia iluminação, deu para ver que o boneco era a porra de um Fofão (isso mesmo, aquele do Balão Mágico). Depois de tudo, lembrar é muito engraçado, mas na época me deu um medo tão foda, que eu acho que vcs não sabem o que é isso.

    Curtir

  2. Se superaram dessa vez. Esse aí é trash ao extremo! Me divirto pra caramba com essas bagaceiras, mas o Black Devil Doll original é no nível da The Dark One! Hahahaha!

    Esse tal de Shaye Saint John é muito freak. Vou tentar dar uma conferida no DVD.

    Curtir

  3. Pingback: The Dark One Podtrash » Podtrash 61 – Godzilla chegou para abalar

  4. Olá masmorrianos e podtrashianos,

    relembrou mais um trash extremo, o Íncrivel Dolly Dearest de 1992.

    Nessa obra (com itálico em obra) um antigo espírito do MAL (não daqueles que transformam esse corpo decadende em Mun-Há) se apodera de uma singela boneca e depois disso é sangue-e-tripas!

    Atenção para as cenas onde a boneca se movimenta, pérola dos efeitos especiais.

    Abraços,

    do King (or not) Buddy Holly! dos blogs Bullet and Music eternamente It’s Alive!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s