Masmorra Cast #35 Os Melhores filmes de 2011

O ano chegando ao fim e está na hora de pensar: ” O que assistimos que mais mexeu conosco? ”  Tarefa difícil. Ainda mais com tantos filmes legais que acabamos assistindo no decorrer desse período. Mas ousamos escolher 3 filmes (que sufoco!) e explicar os motivos de estarem aqui e por que merecem ser assistidos por todos que amam o cinema.

Este podcast contou com a presença de Angélica Hellish, Marcos Noriega, Daniel Volponi e Maurício Saldanha do Cinema com Rapadura e Rapadura Cast.

E sabe quem mais esteve presente aqui?  Eduardo Cosso. Nosso ouvinte mais antigo, nosso colaborador,  e principalmente: nosso amigo. O dono do mais simpático “Esse filme é muito bom!” da internet. Edu apareceu quando pensávamos em desistir. Ele foi o elo da corrente que nos manteve fortes e persistentes.

Obrigada Edu Cosso!

E agradecemos a todos que estiveram conosco nesse ano que está acabando.

Vem muito filme bom por aí, minha gente! Vamos confiar!

Abraços de toda a equipe do Cinemasmorra!

Arte do Banner: Rafhael Bass

Alguns filmes citados:

O Garoto da Bicicleta

Incêndios

Cópia Fiel

Pina

Drive

Meia Noite Em Paris

Another Earth

O Guarda

Melancolia

A Pele Que Habito

A Árvore da Vida

O Caminho da Liberdade

Off Topic:

Bronson

Trilogia Pusher

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Anúncios

32 pensamentos sobre “Masmorra Cast #35 Os Melhores filmes de 2011

  1. Parabéns pelo programa de fim de ano, foi mesmo especial.
    Dos filmes que vocês comentaram, e eu assisti, apenas um eu não gostei, Another Earth, sinceramente achei o sentimentalismo da estória forçado, a personagem protagonista incoerente com o contexto da situação em que ela estava envolvida, e apesar do tema interessante, para mim a trama ficou perdida, além de me colocar na situação, forçada, de comparar com Melancolia, este sim um filme espetacular, sei que lady Hellish discorda veementemente de mim, pois ela viu qualidades no filme que não consegui apreciar, talvez no futuro, revendo, mude de opinião.
    A pele que habito é um filme muito bom, também, aliás é tão bom que, apesar de respeitar quem se importa, não acho que haja spoiler que possa estragar, existe tanta coisa pra se explorar na forma que a estória é contada que, como no caso de Melancolia, saber tudo o que acontece não altera o meu prazer em ver e rever.
    Dos outros filmes ainda preciso ver, alguns deles já estão me esperando há algumas semanas, mas é uma pena não termos todo o tempo que gostaríamos pra aproveitar todas estas belas obras.
    Antes de encerrar o comentário, só uma observação quanto ao tempo do podcast, 2 horas de áudio mesmo em um programa maravilhos como esse é muito tempo, seria bacana se tivesse sido dividido em duas partes ao menos, falo isso não por ter ficado cansativo, mas porque para quem ouve em celulares ou mp3 mais simples que não tem opção de pausa, ouvir um programa desse pode ser complicado, eu que costumo ouvir podcast enquanto estou em transito sei bem como é duro isso.

    É isso, muito obrigado por todo o trabalho de vocês em 2011 e que 2012 o Cinemasmorra cresça mais e mais.

    Curtir

  2. Adorei este presente de fim de ano, o maravilhoso podcast com comentários sobre os melhores filmes do ano, sobretudo A pele que habito, o grande filme de Almodóvar dos últimos anos.

    Curtir

  3. Terminei agora de ouvir.

    Olha só, uma pena que não consegui participar deste cast no dia.

    Mas tudo bem, vocês foram muito bem e certamente eu ia emporcalhar a lista com podreiras corriqueiras de um cara mundano 🙂

    E vocês conseguiram colocar alguns filmes na minha lista de “must see”, como o Drive e a participação do maluco Gaspar Noé.

    Curtir

  4. Selo “Eduardo Cosso de apovação” é algo realmente a ser levado em conta. Independente do gênero, do estido, do ano e de tudo mais, a certeza é que monótono, no mínimo, o filme não será.

    Baixando para ver (na verdade ouvir e depois ver) quais são o melhores de 2011.

    Curtir

  5. Excelente programa! O MasmorraCast é aquele podcast para se deleitar, ouvir aos poucos, sem pressa de terminar e desfrutar cada informação.

    Vocês são espetaculares. Este programa nº 35 ficou muito bom, com o padrão de qualidade que já faz parte do Cine Masmorra.

    Fico feliz de estar acompanhando o progresso do Cine Masmorra. Em minha reduzidíssima lista de podcasts, vocês têm um lugar de destaque. A cada programa que chega, é uma satisfação, porque vocês o fazem para compartilhar conosco o que pensam, suas experiências em assistir os filmes, em estudar os diretores, as artes, vocês não fazem um produto para se autodenominarem os bam-bam-bans da internet, os “sabichões” do assunto, ou os “donos” do tema.

    O carinho com que a Angélica trata a edição e o cuidado com que cada participante tem ao tratar do tema é que tornam esse um dos melhores podcasts atuais, na minha mais humilde opinião.

    Muito obrigado por me permitir acompanhá-los em 2011 e é meu sincero desejo que 2012 seja muito frutífero a cada um dos integrantes do Cine Masmorra.

    Parabéns a todos os envolvidos no programa nº 35.

    Feliz ano novo!

    Curtir

  6. Valeu por mais um cast fantástico pessoal. O foda é que o Marcos é tão motherfuckamente irônico que mesmo quando ele tá fazendo trollagem eu acredito.

    O Lucas ai em cima disse tudo o que o cast passa para nós ouvintes. Até eu que sou um alienado cinematográfico estou a fim de ver todos os filmes comentados.

    Parabéns pelo trabalho Angel, Daniel, Marcos e toda a equipe e bora pra 2012.

    Forte abraço!

    Curtir

  7. Ótimo este MasmorraCast. Já tenho como votos de ano novo assistir a todos os filmes indicados neste podcast e nos outros tantos BPM que já se passaram e dos que estão por vir. E para não parecer que promessa de virada de ano é só para inglês ver ja comecei ontem assistindo A Pele Que Habito. Meu primeiro filme do Almodóvar e o primeiro do ano de 2012. Já estava desde o ano passado afim de ver este filme, mas fiquei só protelando até escutar este Masmorra, e quando chegou na hora do Noriega começar a falar do filme dei pausa na hora e decidi ir ver o filme, naquela que foi a última sessão dele aqui na minha cidade. Quis ir assistir sabendo o menos possivel do filme. E que filme. Sai do cinema sem saber o por que de todos estarem falando tão bem dele, sem saber se realmente tinha gostado dele, se tinha conseguido penetrar em suas nuances.Porém quando saindo do trabalho percebi que desde o momento que o assisti não havia mais parado de pensar sobre ele, que ficava relembrando as cenas, os dialogos e as sensações causadas. Neste momento percebi não só o porque de todos falarem tão efusivamente bem dele, mas me dei conta do quanto tinha adorado o filme, mesmo, confesso, sem conseguir perceber certas questõespropostas no filme, mas adorei a experiência que foi assisti-lo. E hoje, depois de tudo isso, que ouvi o final deste maravilhoso MasmorraCast, só para me sentir aliviado por não ter ouvido os leves spoilers de Noriega, e em deliciado por absorver um pouco das ideias propostas no filme e de suas compreensões sobre estas. Muito obrigado por mais este prazeroso MasmorraCast, e valeu Noriega por me fazer saltar do sofa e correr para o cinema, pois caso contrario teria perdido uma chance única.

    Curtir

  8. Os comentários do Edu foram os melhores 😛
    Este Masmorracast só me faz confirmar porque você são um dos melhores podcasts da atualidade. Fugiram do óbvio e sempre aumentam minha lista de filmes de forma absurda. Me interessei por todos os filmes indicados. Confesso que não assisti quase nada que foi lançado em 2011. Aos poucos vou catando esses filmes.
    Abraço

    Curtir

  9. Boa tarde, mas uma vez excelente cast. Só senti falta do Edu Cosso, mas mesmo assim foi acima da média! Vi alguns desses filmes, vi apenas (Arvore da Vida, A pele que Habito, Copia Fiel, Melancolia e Meia noite em Paris) Gostei de quase todos, com exceção de copia fiel, que eu esperava mais…..Já estou com O guarda,Drive e Another Earth .Gostaria de sugerir dois filmes que vi no inicio do ano e achei que comecei com o Pé direito: Precisamos falar sobre o Kevin(excelente elenco, em especial: Tilda Swinton e os dois Kevins) e Um Homem Misterioso (George Clooney) um filme bem ao estilo europeu. Boa Tarde e bons filmes a todos!!!!

    Curtir

  10. Pessoal,
    Apesar de não ter o costume de comentar, arrumei um tempinho pra elogiar esta edição. Dos indicados só não vi Pina e Another Earth… vou atrás o quantos antes.

    Gostaria de recomendar o filme Amores Imaginários. Trabalho de direção, roteiro e atuação excelentes de um cinesta extremamente jovem e que com certeza vai dar muito o que falar.

    Abçs

    Curtir

  11. Assisti “A árvore da vida” e fiquei tipo: (oO)
    Vou vergonhosamente confessar que não entendi nada, o filme é uma viagem…
    Em compensação, achei o “Another Earth” lindíssimo, apesar daquela história louca de 2ª Terra, o foco todo filme foi sobre as reações humanas a perdas, culpa, angustia e como se dar um chance de superar isso. Adorei o filme!

    Curtir

  12. Adorei o cast! É a primeira vez que comento, mas ouço vocês há algum tempo (acho que mais de 1 ano)
    Curti muito a participação do Maurício Saldanha, que mostrou ser muito sensível para o cinema… não esperava isso! heheh
    Assisti “Incêndios” por causa da indicação desse cast, que vcs já tinham indicado anteriormente, e simplesmente me chocou o filme! Além de ser impecável, tecnicamente, tem o “plus” do final chocante, que fez o filme ser INCRÍVEL!
    Quanto aos outros títulos citados, também vou assistir…
    Abraços pra vocês! sou muito fã do cine masmorra, meu blog/podcast favorito

    Curtir

    • Ouvi o cast, e, apesar de não ter visto muito dos filmes comentados, deixarei minhas impressões:

      – Garoto da Bicicleta: adorei o filme, chorei bastante na cena do pai, e, como o analisei no Vortex, analiso aqui novamente: pra mim esse filme é um diamante bruto, diamante porque é muito bom, e bruto porque a decupagem dele é totalmente bruta. Me lembrou muito os filmes do Maurice Pialat. Uma metáfora? O menino procurando a bicicleta, que representa a infância que seu pai queria retirar dele.

      – A Pele que Habito: não gostei muito, apesar de reconhecer que é um filme acima da média e que trás diversos temas a serem debatidos. Uma anotação: para quem diz que blockbuster tem jabá de sobra, nesse filme do Almodovar eu contei 3: Chanel, BMW e Phillips. EagoraArnaldo?

      – Ainda não assisti Melancolia, mas Lars Von Trier é picareta de carreira. Um cara que faz Dogma 95 cheio de regras rígidas para quebrá-las 6 anos depois com (o filmaço) Dogville? Aaaaaffffffff

      – Árvore da Vida: desnecessário o tempo destinado as imagens de descanso de tela, mostrando poucos minutos das mesmas o Malick atingiria a sua ideia para o público. Pretensão pura, uma pena ter desperdiçado as belas cenas onde a família aparecia.

      – Meia Noite em Paris, um dos filmes recentes do Woody Allen que mais gostei, concordo com tudo o que foi falado.

      – Quero muito ver Pina e Drive, quando vir, volto e comento.

      Beijos e abraços.

      Curtir

  13. Oi Angélica, escutei esse post agora sou muito fã do Mauricio saldanha e queria que ele participasse de mais casts. Ah e eu escutei o cast do gaspar noe e acabei baixando o filme Enter The void e gostaria (caso vocês tenha ja assistido), de saber a opinião de vcs sobre esse filme. Adorei esses filmes que vocês citaram estou baixando um por um.
    Abraços

    Curtir

    • Oi Robson!
      Atualizaremos todas as filmografias, inclusive a do Gaspar Noé.
      A continuação desse projeto está programada para esse ano ainda.
      Pode ficar no aguardo, temos grandes surpresas para os ouvintes do Masmorra Cast!
      Obrigada por comentar 🙂

      Curtir

  14. Olá Angélica, dessa lista dos melhores de 2011 só consegui assistir Another Earth e A Árvore da Vida, achei os filmes bem diferentes do que estou habituada à assistir, mas gostei bastante, pois os filmes passam uma mansagem bem legal e faz a gente pensar um pouco sobre o que estamos realizando na nossa vida. Adoro filmes de terror, ficção e suspense, assisto os filmes sempre em busca dos diretores de que gosto mais, então peço que realizem um podcast sobre um dos meus diretores favoritos: Alfred Hitchcock, acho que seria bem legal uma homenagem.Um abraço a todos do Masmorra.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s