Batendo Papo na Masmorra: Especial Playlist Hollywood – O Sucesso! (cof! cof!)

Fazia tempo e deu saudade, então resolvemos tocar uma playlist pra vocês! Mas não qualquer playlist, amigos!E sim a dos comerciais da Hollywood onde víamos todo mundo praticando esporte , super ativos e com nada de tosse, hem?

Angélica Hellish (que só gosta de cigarro looongo!) chamou Bruno Gunter (ex fumante ) do Podtrash, Pablo Lopes (fumante esporádico de mentolados) do Bar do Nerd, Ivan Motossera (que fuma Hollywood, mas sente falta do Camel) do Rock Trinta,  pra selecionar suas 5 músicas preferidas dos comerciais tabagistas.

O papo foi muito bizarro (pra variar) e em alguns momentos aceleramos o áudio desse povo tagarela.

Comente aí qual sua música preferida, clique aqui e veja a lista toda.

PS- Fumar faz mal pra saúde, precisa lembrar?

Banner de: Adorador do Capeta (sei não, será que ele fuma enxofre?)

Banda Santista citada : Carnal Desire (no Programa do Jô)

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Anúncios

38 comentários Adicione o seu

  1. Ivan disse:

    Primeiro!! o/
    Sacanagem, 😀
    Apesar de encher o saco e reclamar sempre de podcasts longos, este entrou nas exceções da minha fila para “ouvir um dia”.
    1° Excelente conteúdo
    2° Edição primorosa
    3° Sou fã deste podcast
    Foram duas horas de muita diversão e suuuuucessooooo, além de resgatar algumas músicas que gosto muito, e eu nem sabia que tinha sido usada para propagar esse vício maldito, como Pain Lies On The Riverside, valeu.
    Parabéns pessoal.

    1. Obrigadíssima Ivan!
      Inclusive por avisar do erro que estava dando na seção de comentários, pois eu sempre seguro a onda e deixo passar uns dias pra ler (e fico enchendo o saco no twitter) e imagino a galera pensando:
      “Mas não dá pra comentar %#%#!” hahahaha
      Beijão!

  2. Marcelo Neves disse:

    Programa gostoso de ouvir, pelo papo e pelas musicas.

    1. Valeu Marcelo! Eu curti gravar e já fui e voltei do trampo várias vezes escutando. Abração

  3. Bruno Gunter disse:

    E tenho dito: Angra é um cagalhão.

    1. hahahahaha Ainda veio aqui pra falar por último! Putz XD

  4. Erick Santos disse:

    cast muito bom. Não foi um cast sobre músicas em propagandas de cigarro, mas uma viagem musical as músicas dos anos 80 (70 / 80 / 90 / sempre).
    Por favor coloca a playlist pois tem várias músicas que procurava e nunca sabia o nome, e não deu pra pegar o nome de todas.
    Parabéns por mais este podcast e que venha muitos outros no mesmo estilo e de outros….

  5. Oi, Angélica e amigos.
    Programa simplesmente fantástico. E diferente, já que o Masmorra é um podcast que, geralmente, a gente ouve com o dedinho levantado. Angélica, está de parabéns por conseguir botar ordem na casa, com os convidados malucos.
    Adorava (e adoro) as “músicas da Hollywood”, e sou prova de que os comerciais nem sempre levam ao vício: eu, por exemplo, costumo, desde a adolescência, ouvir essa trilha quando faço exercícios.
    Uma vez, cacei no Youtube comerciais antigos e pedi pro meu filho adivinhar de que eram tais comerciais. As respostas: Roupa, carro e programa esportivo.
    Uma lembrança recente, foi minhas filhas mais novas quererem ver o filme “O Morro dos Ventos Uivantes”, depois que expliquei a letra de Wuthering Heights.
    Outra curiosidade: Quem fazia aquela vinheta do final dos comerciais era, nada mais, nada menos, que o grupo Roupa Nova. Aliás, na gringa, havia versões desses comerciais com bandas brasileiras.
    A última (já estou chato): Foi procurando pelhas trilhas de Hollywwod, depois de adulto, que fiquei sabendo que Gilbert Montagné é cego. Passei a infância e juventude sem essa informação.

    Abraços a todos

    P.S. Terminar o programa com Rosana foi pra matar qualquer fã de Angra ou Vanilla Ice.

  6. Luiza disse:

    Estou adorando essa playlist, me lembrou muito minha infância, apesar de odiar cigarro, os comerciais eram ótimos, só gente bonita e muito esporte, talvez por causa do esporte eu gostava tanto de ver esse comerciais, as músicas são ótimas, anos 80 era muito F#D@.

  7. Erick Santos disse:

    “… e tem a parte que entra a mulher e canta ‘I’ll remember, i’ll remember,… ”
    Tava vendo os clipes das músicas da playlist e reparo que a banda Phenomena só tem HOMEM!!!!!
    Anos 70 / 80, muitas infâncias despedaçadas….

    1. Bruno Gunter disse:

      Nossa, acabou com as minhas lembranças juvenis.

  8. Mais um adendo: A música “Separate Ways”, do Journey, aparece no filme TRON, o Legado, na cena em que o filho do Jeff Bridges entra no Arcade do pai, e as máquinas ligam. Uma jukebox toca a música… Já em Yes, Sir (ou Sim, Senhor, no Brasil) a música toca junto com os créditos iniciais, e se revela o toque do celular de Jim Carrey, ou seja, toca outras vezes durante o filme.

  9. Eduardo Cosso disse:

    Poxa vida!!! Amei esse BPM!!!! Ouvi hoje de manhã e me senti muito bem. Lembrava de todas essas músicas, foi assim que aprendi a gostar de Kiss e até Bon Jovi, que fiquei mais fã assistindo Jovens Pistoleiros, por causa daquele vídeo clipe no penhasco.
    Posso dizer que aprendi a gostar de rock por causa dos cigarros, eu não fumo, mas os caras sabiam vender. Camel para mim era Nelson Piquet e Hollywood era Ayrton Senna, sempre fiz essa ligação.
    Sim, proibiram cigarros mentolados, com gosto, ou com algo que o deixe mais atrativo, ainda bem, espero que acabem com os cigarros de cravo que me deixam enjoado também. Valeu!!! ^^v

    1. Bruno Gunter disse:

      Sim, agora o Pablo vai virar hominho, vai largar estes cigarros de menta. Mas vai virar homem mesmo, quando parar de vez ou entregar o asterisco três vezes. O que vir primeiro.

  10. Felipe Rosa disse:

    Muito bom o bate papo, descontraido ao extremo. Como sou nascido em 86 só me lembro do fim desta época, quando os comerciais de cigarros só passavam a noite, pouco antes de serem banidos por completo. Não me recordava que tantas músicas de sucessos foram usadas para embalar os tabagistas em seus sagrados momentos de vício. Parabéns a Angelica pela escolha de convidados, que ficou 10, e aos camaradas que levaram este BPM a um nível de comicidade que me fez gargalhar muito entre uma música esfumaçada e outra.

  11. Bruno Gunter disse:

    Virei um Chipmonkey! Hahahahahahahahaha!!!

  12. Almighty disse:

    Tema inusitado, convidados legais, músicas excelentes!
    Mais uma vez o Masmorra fugiu do óbvio e matou a pau!
    A única falha foi deixar de indicar o ótimo filme Obrigado por Fumar =D

    1. Felipe Rosa disse:

      É, neste tema realmente cabia a indicação a este excelente filme. Mas o deslize pode muito bem ser sanado com um BPM focado em filmes de comédia “inteligente”, com este tom crítico e ácido. To precisando de umas boas dicas do que assistir para rir sem ter de desligar o cérebro.

  13. Pablo Lopes disse:

    Primeiramente eu comprei ontem um maço de cigarro sabor cereja mentolada pois quero ser contraventor…

    Segundamente adorei participar do podcast, é sempre um prazer gravar com a Angelica.

    Terceiramente essas musicas são fodas demais.

  14. Pablo, quando você disse “cereja mentolada”, fiquei cabreiro. Mas daí vi que a coisa existe
    http://www.tabacariabehappy.com/Produto.aspx?IdProduto=121&IdProdutoVersao=121)
    Só pergunto uma coisa: dá barato?

    1. Pablo Lopes disse:

      Eu não dou barato, mas pagando um preço bom quem sabe…gatinho.

      Valeu pelo site, tá muito mais barato nele do que o valor que paguei no posto. Vou comprar meus fumos “gays” para curtir meu narguile.

      Abraços.

      1. “Não é o tipo de cigarro que você fuma que define sua sexualidade, mas o modo como segura”.

  15. Nerdanderthal disse:

    Sacanagem logo agora que parei de fumar há um mês ouvir falar em cigarros Hollywood. Ahahaha….
    Mas como a música supera tudo, posso dizer que adorei o tema do cast.
    Nos anos 70/80, eu realmente fumava Hollywood com filtro. Sim, naquele tempo ainda existia o Hollywood SEM FILTRO, que a gente ficava cuspindo os pedacinhos de fumo pros lados.
    Eu tinha todas as fitas K7 com as músicas das propagandas da Hollywood. Foram grandes hits, eternizados pela qualidade musical e pelos belos vídeos radicais. Nessa fase eu estava no auge de tocar guitarra com minha banda, principalmente Breaking all the rules do Peter Frampton.
    Ainda bem que hoje não temos mais propaganda de cigarro na Tv nem nos cinemas, mas sem dúvida o Slash seria o maior incentivador dessa praga: não há uma foto ou vídeo dele que não esteja com um cigarro na boca.
    Devemos também a essa marca, os ótimos festivais de rock – Hollywood Rock – que pra mim, em termos de atrações internacionais, superavam o Rock in Rio.
    Um fato interessante é que a banda Pearl Jam foi convidada a participar desse evento e rejeitou porque não apoiavam patrocinadores fabricantes de cigarros e nem de bebidas. Pelo menos foi o que li na época e achei muito legal da parte deles.
    Se são contra o fumo, pq receber dinheiro dele?

    Bem, abraço a todos que me fizeram voltar um pouco no tempo, mas não me fizeram ter vontade de fumar: só de voltar a tocar guitarra e como o assunto é cigarro, toquei hoje Smoke on the water.

    1. Cigarro sem filtro… direto do tempo das cavernas! 🙂

  16. Alessandro disse:

    O que dizer??!?!?!?! uma aula da importância da música há muito tempo. Muito criativo o tema e até tinha me esquecido dessa época das trilhas.

    A que mais grudou e até hoje lembro realmente foi da banda live (revendo hoje no You Tube, o que fazer rapel em cachoeira tem a ver com cigarro?) .

    Muito interessante o tema desse cast e que venham mais nesse formato.

    Sucesso

    @alegti_santos

  17. Deborah Alvim disse:

    Vocês são de longe o melhor conteúdo de cinema que existe! rs

    Vou abusar dos conhecimentos de vocês, há um tempo atrás vi um filme chinês, uma comédia, que o cara era um escritor e a censura o prendia, então ele começa a escrever e o censor a ler. Meu Deus, eu nunca vi uma comédia tão bacana!
    Obrigada desde já!

  18. Rodrigo disse:

    Conheci por indicação do Luciano Pires do Café Brasil e acho que foram os, sei lá, 10 minutos mais mal gastos da minha vida. Podcast ridículo sobre um assunto que todos têm lutado contra (cigarro) falando sobre os “benefícios” de cada marca! Desde já fora do meu itunes.

    1. Ivan disse:

      Rodrigo, você, ouvinte do Café Brasil, não conhece a palavra ironia? Eu acredito que conhece, esse foi um programa nessa linha, tente ouvir outros episódios do tema principal do site, cinema, tem dezenas alí no player, nem precisa adicionar no iTunes.
      Talvez você mude de opinião, talvez não, afinal não precisamos gostar de tudo.

    2. Achei um pouco injusto seu comentário, Rodrigo. Se ouviu por dez minutos, então não ouviu nem 10% do programa. Na verdade, só ouviu a apresentação dos integrantes, aliás conhecidos pelo humor ácido, como poderia ser percebido no decorrer do programa. No elenco, havia fumantes, não fumantes e ex-fumantes, então era um time eclético. Você disse que “todos tem lutado contra o cigarro”, mas ele ainda movimenta o terceiro mercado do mundo, só perdendo para a moda e a pornografia. Sugiro, como fez o Ivan, que você ouça outros programas do site. Nem mesmo os fãs mais ferrenhos do Cinemasmorra gostam de todos os programas, mas não precisa riscá-lo da sua lista.
      Em tempo: os participantes passaram mais tempo falando mal do vício em cigarro, do que exaltando-o. Sugiro que ouça novamente algumas partes do programa, uns trinta minutos, para perceber isso. Grato

    3. Pablo Lopes disse:

      Querido Rodrigo acho que você esta precisando fumar um cigarro para acalmar.

    4. tremyen disse:

      A ignorância não pode ser vencida porque está em maioria. O programa não é sobre cigarros, seu mongol, é sobre música.

      Ainda bem que você parou de ouvir agora, porque certamente não teria QI suficiente para entender o programa anyway.

      Abraços e Jesus te ama.

  19. cristina lima disse:

    Gostaria que tivessem disponibilizado a lista das músicas.
    (pretendia fazer uma playlist para ouvir depois…)
    Parabéns pela programa e pelo site.
    Obrigada.

    1. Pô. O link está aí na postagem (clique aqui) 😉 Abs

  20. tremyen disse:

    Esse programa só serve para provar, indiscutivelmente, que as décadas da música foram as décadas de 70 / 80.

    Parabéns pelo belo podcast, já escutei umas 10 vezes pra me sentir mais jovem. 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s