Batendo Papo na Masmorra: Especial Dia das Mães (do terror!)

MAMAE

Norrrman! Não é a Mamãe!

Mais um B.P.M. Especial no ar! E dessa vez falando dessa figura tão adorada, a mamãe!

Mas não o estereótipo típico, e sim a mamãe que causa pesadelo nos filhinhos. A autoritária, a psicogansa!

E para esse divertido bate papo, Angélica Hellish convidou os especialistas em “Horror, Medo e Desespero” Douglas o Exumador Fricke e Demétrius o Anjo Negro do excelentíssimo Podtrash!

Muitas risadas, humor negro e uma lista imensa de filmes, desses que vão fazer você comprar o presente mais legal para a sua mamãe!

Ela merece. Tenha medo.

Banner: Daniel de Assis – Edição: “Dona”  Angélica

Lista dos filmes citados durante o podcast: (clique para ver o trailer)

Santa SangreSexta Feira 13 1ª parte GooniesBloody MamaMamãezinha QueridaMother (Madeo)MamáPaper HouseOs ImoraisCarrie A EstranhaFilhos do MedoSérie Kyle XYFome AnimalInseminóideMamãe é de Morte O Clube dos Pervertidos Dia das Mães MacabroEaten Alive –  The AnniversaryCujoRubber O Pneu AssassinoPlaneta Terror Parceiros da MorteLady VingançaVisitor QPrayer BeadsHomicidal

Será que um dia a Angélica consegue fazer um podcast citando esse filme aqui?

Podcasts recomendados: Filmografia Alejandro JodorowskyTrilogia da Vingança – BPM Especial do Dia das Mães de 2011

 

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Anúncios

40 comentários Adicione o seu

  1. QUEIROZ disse:

    Nós do Baderna falamos do Mama com vários spoilers: http://oultrabadernista.com.br/badernacast-103-mama/

    Prá mim a mãe mais perversa do cinema é a do Menina de Ouro do Clint, a velha lazarenta vive da pensão do governo e não aceita a Mansão que a filha lhe dá, e quando a boxeadora fica doente ainda quer ganhar uma grana encima. Filha da p…, Ops!!

    Isso aí Angélica e cia. Gostei. =)

    1. Concordo Queirozzz!
      Essa aí é uma das mais fdps que eu já!
      Depois confiro o podcast sobre o Mamá.
      Beijão pra ti 🙂

  2. Emerson Teixeira disse:

    Indico um curta-metragem chamado: “Amor só de Mãe”. Um dos melhores filmes brasileiros, na minha opinião.

    Obs: Tem no Youtube.

    1. Já tá na minha lista Emerson!
      Valeu a dica amigo 😀

    2. Felipe Rosa disse:

      Assisti ao Amor Só de Mãe, e ele é ótimo. Me lembei que já li uma reportagem falando muito bom deste cuta, e o diretor trabalhou com o Mojica no Encarnação do Demônio. Valeu pela dica Emerson.

      Segue o link do youtube: http://youtu.be/I1fx-dR5og8

  3. Marcelo Neves disse:

    – Dessas Mães malucas do cinema, gosto bastante do conceito usado na mãe do Jason, A Senhora Voorhees num ato misto de amor e vingança pela morte do filme toca o terror em cristal Lake, poderia afirmar que é quase uma releitura TRASH do Psicose. Mas o mais interessante mesmo e o ciclo de vingança, a Srª Voorhees e morta, e o seu filho volta dos mortos para novamente busca vingança contra aqueles jovens inconsequentes. Um belo ciclo de vingança e carnificina, realmente muito interessante. (podiam ter explorado isso melhor) rsrsrs…

    – Aproposito, Também rola fazer um sobre o dia dos pais, existe planos pra isso?

    – Outra coisa, uma sugestão de tema, mas esse tinha que ser programa no PODtrash “Mães macabras vs Pais diabólicos”. 😛

    1. Sim!
      É uma boa idéia um podcast sobre os papais do mal.
      Vamos ver até lá como corre o barco.
      Valeu Marcelo, pelas dicas de sempre.
      Me lembra (pois esqueço de tudo! hahaha)
      Beijos

  4. Pensador Louco disse:

    Muito bom! Estou baixando e volto depois para comentar. 8)

  5. Rebecca Agra disse:

    Mais um podcast com dicas de filmes super originais e uma boa pedida pra comemorar se a mamãe tb curtir, claro!

    O mais legal é perceber que até o monstro mais carniceiro tb teve mãe! KKKKKKKKKKKKKKK!

    Um grande abraço e um super feliz dia das mães!

    =)

  6. Rebecca Agra disse:

    Lembrei agora de um filme dos anos oitenta que me arrepia até hoje, mas não foi gore. Infelizmente não lembro do nome dele, se lembrar posto aqui.
    Fala sobre uma mãe viúva e seus (acho eu) 5 filhos. Ela se vê sem recursos para manter a família e recorre a sua mãe, que é muito rica. Para ser aceita de volta em casa ela precisa aceitar casar com um homem muito rico e esconder os 5 filhos, então ela tranca as crianças num sotão. As crianças fazem parte do plano e são muito bem tratadas, todos os dias a mãe vem brincar com elas e trazer comida. As crianças nunca podem sair e acompanham toda a rotina da casa se esgueirando pela ventilação.
    Não posso falar mais para não contar a surpresa do filme, mas é muito bom! Assim que lembrar do nome aviso!

    =)

    1. Pô Rebecca. Eu tô curiosa pra assistir a esse filme aí!
      Quando lembrar me diz?
      Puxa, valeu pelos comentários simpáticos.
      Adoramos terror e já provamos por A + B C… e o escambau que o gênero tem obras dignas de menção pela qualidade.
      Então sempre vai rolar por aqui!
      Beijos 🙂

    2. Juliane disse:

      Acho que o nome é O Jardim dos Esquecidos (Flowers in the Attic)! 🙂

      1. Rebecca Agra disse:

        É esse mesmo Juliana! Só digo pra não ver o trailer pq ele entrega muita coisa. O filme é ótimo! De 1987 http://www.imdb.com/title/tt0093036/

        Obrigada pela ajuda!

  7. Cordeiro Disléxico disse:

    Com sempre a qualidade de sempre, parabéns ao Cinemasmorra!!!

    Sugiro o filme: “Os Olhos da Cidade São Meus” do Bigas Luna !!!

    Pena que perdi o cd/dvd que comprei na falecida revista “Monstro”, indico mt esse filme.

    Bigas Luna arrebenta como sempre na direção. A mãe completamente doida em busca de vingança usando seu filho hipnotizando o coitado,que sai nas ruas arrancando olhos humanos. Todos os olhos da cidade serão nossos, mãe do MAL !!!!!!!

    Verdadeiro FDP !!!!!!!!!!!!!

    Filmaço!

    1. Sim! Lembrei dessa mãe logo de cara!
      Mas deixei pra lá pois já tinha citado no podcast sobre Halloween Espanhol. Lá tem Bigas Luna e uma porrada de diretor “mãedafoca”! hahaha
      Valeu Cordeiro 😀

  8. Muito bem, caríssimos!

    Viva as mamães!

    Só uma rápida correção: num momento lamentável de empolgação alcoólica eu troquei Roger Waters por John Waters, o Rei do Lado Negro do Trash, não confundir com o Lado Negro da Lua!

    Horror Maternal!

    1. Putz nem percebi! (e olha que editei rs)
      Valeu e juro que não reparei que você tinha bebido. Juro!

    2. Cordeiro Disléxico disse:

      KKkkK

      Toma cachaça carai !!!!

  9. Patricia disse:

    De todos os cast do cinemasmorra o BPM é o meu preferido.
    Gostei muito do programa e já inclui vários filmes na minha lista.
    O filme que a Rebecca recomenda é Flores no Sotão.http://www.youtube.com/watch?v=kKt8HHbgfiY Este filme, assim como muitos outros que o SBT exibiu nos anos 80 e 90, passava dia sim e o outo também. Também fiquei traumatizada por ele durante muito tempo.
    Outro filme muito bom é Preciosa.http://www.youtube.com/watch?v=cX5oHZeFi_I Esta foi uma nas piores mãe que já vi no cinema. Também gostaria de indicar Coraline.http://www.youtube.com/watch?v=LO3n67BQvh0 Apesar de ser uma animação, este filme não tem nada de infantil.
    Na categoria de mães que fazem qualquer coisa por seus filhos, indico Precisamos falar sobre Kevin http://www.youtube.com/watch?v=AMmMN5Ge570 e Beatiful Boy http://www.youtube.com/watch?v=aN_Gq1aFjUU São filmes bem pesados, mas com atuações muito boas e mostrando como é ser mãe de um monstro.
    Só mais um que achei muito interessante e entra na categoria de mães loucas: A perda da Razão http://www.youtube.com/watch?v=d1YPM3RLO28 Este filme, se não me engano, é baseado em fatos reais, mostrando que a realidade, as vezes, tem muito mais terror que a ficção.
    Ótimo cast e feliz dias das mães Angelica!!!

    1. Eu adoro “Coraline”!!

    2. Felipe Rosa disse:

      Obrigado pelas dicas.

    3. Puxa! Que boas lembranças.
      Bem que que nós falamos que tem muito filme legal que não teve como comentar no podcast!
      Coraline então… minha filha ficou com medo hahaha
      Genial Patrícia!
      Obrigada pelo comentário

  10. MuDragon disse:

    Ouvindo o cast me lembrei de um outro filme onde a mãe brilha.
    Achei que o Anjo Negro iria comentar, mas como não foi citado aí está.
    São os clássicos do Jet Li: “A Saga de um Heroi I e II”.
    Aquela sim é uma mãe fodona!

    Não é do terror, mas acho que vale a lembrança.

    Abraços.

    1. Olha só faltou essa mãe porradeira rs

  11. Zelenski disse:

    Primeiro programa que ouço. Conheci pela participação do Noriega no anticast. Achei foda e escutarei mais. Na tematica desse progrma, na parte pop, podiam ter citado (se citaram – ou colocaram nos comentários aqui – me desculpem) Kill Bill. Esse filme tem uma das mães mais fodas do cinema, movida pela vingança – e pela maternidade. Abraços!

    1. Querido, seja bem vindo!
      Adorei esse Anticast sobre o Linklater!
      Estarei no próximo o/
      Beijão pra ti e continue conferindo as recomendações.
      Valeu o comentário

  12. Excelente episódio, realmente perfeito e bem humorado. Uma homeagem ao que há de pior (e melhor, no caso de Cujo) do cinema no quesito “mães”.

    E no fundo elas são isso mesmo. Para o bem ou para o mal, dominadoras ou protetoras, lergadas ou extremamente carolas, mães estão aí como um tema constante dentro e fora do cinema em todas (ou quase) nossas vidas. E não há como não amá-las, mesmo as terríveis no cinema como a Sra. Bates.

    Se pudesse acrescentar alguma mamãezinha querida à lista de vocês, teria sido a Sra. Iselin (ou a senadora Shaw) do original e remake de The Manchurian Candidate, interpretadas, cada qual em sua versão, por Angela Lansbury e Meryl Streep respectivamente. Aquilo é uma mãe tirânica, manipuladora, incestuosa e psicótica pra ninguém botar defeito.

    No mais, o programa estava maravilhoso e estou ansioso pelo próximo. Só parem de chamar John Waters de Roger Waters, pelamordedeus, que fiquei o tempo todo imaginando a Serial Mom cantando “teatcher leave the kids alone”.

    Grande abraço a todos. 8)

    1. Tô com o Manchurian Candidate aqui pra assistir! E cara… que mãe fdp.
      A danada tá em todas as listas de mães psicogansas hahaha
      Valeu Pensador!

  13. Grandes Carcereiros e demais Encarcerados,

    o clássico do horror materno é indubitavelmente o encenado pelos Bates. Uma novidade é o seriado Bates Motel produzido pela A&E vem pontuando a relação doentia da mãe e do filho, apesar de fazer isso de maneira tímida.

    Um exemplo é o complexo de Édipo de Normam por Norma, e uma possível relação incestuosa que vem sendo construída episódio a episódio. Um provável demérito para série foi o salto temppral, visto que a série se desenrola atualmente e não na década de 50 (o qie seria temporalmemte consistente), mas mesmo isso não diminuiu a qualidade do que foi mostrado até agora (relevando que a série é formatada para o publico americano).

    Outros filmes que merecem ser citados seguindo a linha dos Bates são o famigerado ‘Schoolgirls in Chains’ de 73 e o bizarríssimo ‘Mari-Cookie and the Killer Tarantula’ de 98. Ambos filmes além de mães dominadores contam com relações torpes entre mãe e filhos, com dois detalhes a mais para ‘Mari-Cookie and the Killer Tarantula’; Além da direção de Jesús Franco o filme tem as participações das rainhas do Trash Michelle Bauer, Amber Newman e Linnea Quigley!

    Linnea Quigley, http://migre.me/exUzM

    Abraços do King Buddy Holly, eternamente ITs ALIVE!

    1. Hello King Buddy Holly!
      Comecei a assistir Bates Motel e sei lá, dei uma desestimulada.
      O diacho é que eles colocam componentes atuais, figurino vintage. Vou tentar assistir quando a temporada terminar.
      Esses outros que você citou ainda não conheço. Pura falta de tempo, vou remediar isso rs
      Abração e valeu por complementar aqui na sessão de comentários

      1. Angélica,

        estranhamente esse fator, o do figurinho e detalhes vintage, me levou a dar diversos pontos. Quando vi o piloto demorei alguns minutos imaginado que a série se passaria na linha canônica de Psicose. Mas mesmo com a mudança de tempo continuei gostando da série. Uma outra série que fez o mesmo, de mudar o tempo com uso de elementos vintage, foi Rubicon (e Rubicon merece todo meu respeito).

        K.Buddy Holly!

  14. Léo Bruski disse:

    Gostei bastante do programa embora não sou um entendedor de filmes de terror como vocês. O Douglas exumador é uma enciclopédia humana do cinema terror e bizarro, caraca o cara sabe muita coisa mesmo, realmente vale a pena chamar eles rsrs. Sobre a maioria dos filmes não conheço muito mais os “mainstream” mesmo de terror, porque os específicos ai que vocês citaram não conheço nada, mas são boas indicações com certeza vou procurar algum programa ai dos citados.
    Valeu galera, conversa muito boa, gostei muito mesmo.
    Grande abraço!

    1. Léo, obrigada por aparecer por aqui simpatia!
      Tô te devendo uma visita e comentários lá no Nosso Cast.
      Curte terror, curte gore? Nosso especial de Halloween desse ano vai ser porreta! Spagetti Horror Films! o/
      Beijão e vamos marcar de se falar no skype? Gravar juntos um podcast! 😀

  15. Felipe Rosa disse:

    Assim como todos devo dizer que mais um ótimo BPM, como sempre. Ótimas dicas, mais filmes para a minha lista para assistir.
    Esse BPM me lembrou de duas mães, a primeira é a mãe protagonista de Silent Hill, que no game é originalmente um pai, mas a mudança veio bem a calhar.
    A outra mãe é de um episódio do Arquivo X, infelizmente não achei o nome. Na trama Mulder e Scully se deparam com uma família de mutantes macabros e canibais. Pelo o que recordo não é mostrado a matriarca, mas é deixado claro que ela é bem bizarra além de manter relações incestuosas com os filhos.

  16. Felipe, fantástica a mãe do filme Silent Hill!
    Lembro que na época fiquei chateada pq não era um homem (eu joguei pra caramba o jogo no psx1) mas os ângulos, os personagens, o próprio carisma da atriz (tem até a Andréa do The Walking Dead! hahaha) me cativaram e recentemente reassisti o filme e ele envelheceu bem na minha opinião. E cara… como tem mãe bizarra no Arquivo X hem? Mal dá pra lembrar de todas!
    Faltou a gente falar da mãe insana e estronha do filme Blind Beast (Japão / Môju-Cega Obsessão) de 1969 que o Exumador recomendou no último podcast de Dia dos Namorados (Macabro!)que além de tudo ajuda o filhinho a cometer atrocidades ôloco!
    Beijos pra ti e bom cinema!

  17. Podtrash disse:

    Façam o Horror, mas com amor.

  18. Discutindo com um amigo sobre o assunto relembramos mais uma mãe abusiva e um filho demente, os Cobbs de ‘Deranged’.

    O filme é baseado na história real do serial killer Ed Gein, que foi igualemte o persona retratado em diversos filmes, como Massacre da Serra Elétrica.

    Ed Gein foi um Bates da vida real, igualmente torturado por uma mãe controladora o que resultou em uma mente doente.

    K.Buddy Holly!

  19. Voltando a ouvir o Masmorracast nesta edição especial.
    Ficou ótima a homenagem…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s