Batendo Papo na Masmorra #34 Casa cheia!

BPM-34

De casa cheia pra recomendar (ou discordar da recomendação dos amiguinhos ) bons filmes, séries e o escambau!

Nossa cápsula do tempo mais uma vez no ar!

E dessa vez, Angélica Hellish e Marcos Noriega recebem os amigos Jonatas Galasso do podcast Sushi com Lasanha, Roberto Dom Izotone do blog Pitacos de um Sociólogo, Thiago Miro do Telhacast, Edu Aurrai do Sexta Cast e o querido Tremyen do nosso podcast irmão Podtrash e também do blog Diário de um Babaca.

Abraços para o amigo Rodrigo (@Driego no Twitter) que infelizmente não conseguiu participar por problemas com a conexão.

Então pegue o seu bloco de notas e confira o melhor (e o pior)  para o fim de semana!

Arte do banner: Barão do Red Baron Blues Blog (visite e prestigie!)

Edição de Diego Pinto do blog Cine Desbravador (as melhores recomendacões de filmes! Quem não clicar agora é mulher do padre! rs)

 

—> Avalie o Cine Masmorra no Itunes! É a melhor maneira de nos ajudar.

—> Siga os perfis oficiais do Cine Masmorra: No Twitter e no Facebook

—> Nosso grupo de discussões sobre cinema no Facebook ” Cinema Underground no Brasil e no Mundo

Filmes mencionados:

Intocáveis de 2011 direção Olivier Nakache

Django Livre de 2012 direção Tarantino

O Violino Vermelho de 1998 direção François Girard

Trabalhar Cansa de 2011 direção de Marco Dutra, Juliana Rojas no Filmes Brazucas

Série Lost (2004-2010)

TÚNEL DO TEMPOOOO! Olha a trilha da novela “Que Rei Sou Eu” 

 

 

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Anúncios

22 comentários Adicione o seu

  1. Ivan disse:

    Que bom vocês terem gostado de “Trabalhar Cansa”, eu mesmo estranhei quando assisti o filme, aquele ritmo, não estava acostumado ver filme brasileiro daquele jeito, e fiquei esperando para ver no que ia dar, e a medida que a trama avança vai sendo construída de uma forma bem inteligente. Valeu por terem indicado, e Tremyen descreveu o filme de uma forma muito boa, deu até vontade de ver de novo.
    Quanto a “Lost” acho que se Aurrai assistiu e gostou, outros que venham a assistir da mesma forma que ele também podem.
    Estou enrolando há meses para ver “Django Livre”, mas cedo ou tarde verei, talvez veja esse “O Violino Vermelho” antes.
    🙂

    1. Assisti ontem o “Trabalhar Cansa”. Gostei bastante. Não achei cansativo, mas acredito que já fui meio que alertar; pois tanto o Ivan no comentário, quanto o pessoal na MasmorraCast abordaram muito a questão do ritmo do longa.

      Li uns comentários pela internet depois de assisti-lo e vi que existe extremos: os que amam e os que odeiam.

      Eu acho que to mais para um “gostei” do para um “amei”.
      O final é bem bacana, mas acaba gerando em alguns a sensação de “ué, acabou?”.

      Abraços

  2. Não vejo nada de mais no “Django Livre”. Concordo com a Angélica, meu preferido dele ainda é, sem dúvidas, Cães de Aluguel!

  3. Rebecca Agra disse:

    Mais um ótimo episódio do Masmorra! Adorei as indicações, principalmente a do Violino Vermelho. Eu curti muito o Django, mas não sei se vou assistir o Intocáveis, se for dramalhão eu não encaro. De drama já basta a vida né? Hahahhahahahaha!
    No mais um grande abraço pra todos!

    =)

    1. Creio que você poderia dar uma chance para o Filme “Intocáveis”, Rebecca. Apesar dele abordar questões difíceis na vida dos personagens, há muito humor gerado pelos contrastes dos dois personagens.
      Sei que a vida tem seus DRAMAS, mas há momentos de ALEGRIA também. Abraços.

    2. Ivan disse:

      Rebecca, pode assistir “Intocáveis” sem medo, não é nada dramalhão, muito pelo contrário, você vai terminar de assistir o filme em alto astral.
      🙂

  4. Fiquei muito curioso sobre esse filme “Trabalhar Cansa”. Espero que consiga assisti-lo inteiro, pois pelo visto ele tem um estrutura muito lenta como abordado do BPM.

    “Intocaveis” é ótimo filme. O cinema francês tem belos longas. Indico a animação “As bicicletas de Belleville”.

    Eu gostei do Django, consegui me diverti bastante; mas confesso que fiquei um pouco fadigado no final. Deve ser porque estou ficando velho! Mas indico muito para quem está pensando em assistir-lo.

    Quanto ao Lost, eu curti o seriado, apesar de não ter gostado muito do fim. Acho que deve ser realmente interessante assisti-lo numa tacada só, pois isso com certeza diminui a expectativa gerada do fim de uma temporada para outra.

    O Violino Vermelho eu não assisti, mas como músico já entrou na minha lista de próximo filmes.

    Luthier é construtor (e quem faz manutenção) não só de violinos, mas de qualquer instrumento de corda com caixa de ressonância: Violino, viola, contrabaixo, violoncelo, violão, cavaquinho, banjo, bandolim… enfim, um monte de instrumento. Mas apesar da primícia inicial, o termo também é aplicado para quem constrói instrumentos elétricos como Guitarra e Baixo Elétrico. Mas apesar de tudo que escrevi antes, e ao contrario do Wikipedia e de dicionários virtuais, não é incomum ouvirmos o termo luthier aplicado a confecção de instrumentos de sopro como Flautas e percussão como Cajon.

    Ótimo Episódio. Um Forte Abraço.

  5. Brian Moser disse:

    Como sinto falto do BPM… Essa conversa despretensiosa com ótimas indicações…

  6. tremyen disse:

    Pra variar, quando chega o BPM eu nem lembro que tinha participado. 🙂

    Os Intocáveis é genial. Assisti depois da gravação do BPM e não me arrependi. Pra mim a melhor das recomendações.

    Beijos e abraços, e quando precisarem de mim, é só chamar. 😉

  7. Edu Aurrai disse:

    Show de bola o programa. Me interessou essa dica do Tremyen.

  8. Eduardo Cosso disse:

    Apesar de datado, mais um a vez o BPM foi genial, cheio de dicas de excelentes filmes, vou comentar eles.
    O filme: Intocáveis de 2011 não foi indicado ao Oscar por um simples motivo, como citado no cast, vai ter remake e a possibilidade de o vencer vai ser a mesma coisa que aconteceu com Os Infiltrados.
    Django Livre não é adaptação, afinal foi indicado ao Oscar de roteiro original, e um dos melhores filmes do Tarantino, mas Cães de Aluguel é o melhor dele, seguido por Kill Bill.
    O Violino Vermelho eu assisti no cine Belas Artes legendado, é um filmaço lindo e legendado é muito melhor, já que tem várias línguas misturadas ao longo do filme e a dublagem estraga a experiência.
    Trabalhar Cansa ainda não assisti, mas foi para a lista. E a série Lost é da Disney, isso responde muito de nossas dúvidas a respeito da qualidade dela. Valeu!!! XD

  9. diego pinto disse:

    Lost é da Disney? Sério? Estou surpreso. Acho uma grande bobagem desqualificarem a série por que o final foi ruim. Acho uma ótima série não apenas pela história mas também pelo uso de linguagem. Concordo que ela acabou se perdendo mas assisti-la não é, de forma alguma, uma perda de tempo.
    Trabalhar Cansa é uma grande filme, e o melhor, isto não me surpreende. O cinema brasileiro é muito rico e quem diz o contrario obviamente não o conhece. Pelo menos para mim, cinema de gênero não faz falta alguma.
    Django e Os Intocáveis são filmes bons. Violino Vermelho esta na minha lista.
    Um pequeno furo na teoria do Tiago sobre Christoph Waltz: Enquanto um é um sociopata o outro é um humanista que perdeu a vida por isto. Se a teoria já não o fosse diria que este detalhe a torna sua concepção um exercício de futilidade.

  10. Tô procurando o Trabalhar Cansa para assistir…
    Angélica, podia rolar um cast sobre o Apichatpong Weerasethakul!
    Abraços

  11. QUEIROZ disse:

    Filme Francês recomendo Entre os Muros da EScola, é foda.

    DEu uma dor no coração quando a Angélica disse que não gostou tanto assim de Django. O que digo é o seguinte o verdadeiro western de Tarantino é KillBIll.2 e o Django é o 2° blaxploitation do Tarantino assim ó com Jackie Brown. Filme foda, Spike Lee passa mal. =)

    Do Spike eu gosto de He got Game, trilha fodona do Public Enemy e o Plano “Judeu” Perfeito.

    Filme nacional que gostei esse ano foi o A Busca, um pouco abaixo da espectativa é verdade, mas sua conclusão faz qualquer um ligar para o pai.

    Valeu Angélica e cia.

  12. Acabei de ver o intocáveis, tão bom que tive que vir aqui agradecer pela indicação, valeu masmorraaaaaaaaa

    1. Que massa Gabriel! Obrigada pelo feedback.
      Eu adorei Intocáveis também querido!
      Beijos pra ti e muito obrigada por nos ouvir 🙂

  13. Fala galera do Masmorracast, tudo bem?

    Antes de qualquer coisa venho retribuir o beijo q a Angélica me mandou no cast do nosso amigo Tom. Beijos Angélica.

    Mais um ótimo cast e esse realmente curtir muito, pelos os filmes recomendados embora já tenha visto Intocáveis e Django. A série Lost eu já vir alguns episódios na Tv e não gostei, mas nunca me falaram bem da série hahahahah.

    Agora fiquei muito a fim de ver o filme Trabalhar Cansa e principalmente o filme O Violino Vermelho, eu adoro ouvir musicas em violino e recentemente eu descobrir uma grande violinista Lindsey Stirling (deixo o canal dela pois realmente é bom: http://www.youtube.com/channel/UCyC_4jvPzLiSkJkLIkA7B8g). E por falta de tempo não entro em uma escola para poder aprender a tocar, mas futuramente quero aprender sim, pois sou apaixonado por esse instrumento. E com certeza irei assistir esse filme nesse final de semana XD.

    Já vi essa novela quando era criança pois minha mãe adora hahahaha e realmente é muito bom.

    E no fim adorei o cast e fiquei com muita vontade de participar, e não querendo ser cara de pau hahahahaha, me chama na casa cheia! 2 hahahahaha.

    Beijos e abraços

  14. Lívia Silva Santos disse:

    Ótimas dicas, pessoal.

    Eu adorei Intocáveis. Eu ri do começo ao fim, apesar do tema, porque achei sensasionais os atores, realmente muito bons.

    Gostei de algumas partes de Django, apesar de não ser meu preferido do Tarantino.

    Poxa, um filme como O Violino Vermelho passava no SBT e eu nunca vi! 😀 Estou tendo uma certa dificuldade em achar bons filmes antigos, mesmo em torrents.

    Lost foi, para mim também, uma grande decepção. Não tanto pelo final, mas em como os diretores falaram que seria diferente do que realmente foi. Serviu para eu não procurar muitas informações sobre a produção de certas séries e filmes pois sempre gera muita expectativa.

    Estou no momento assistindo Breaking Bad (ainda estou na terceira temporada mas é uma série muito foda) e Newsroom (muuuuito foda também, já assistiram?).

    Abraços!!!

  15. Ciro Messias disse:

    Olá pessoal! Gostei muito desses episódio, mas poxa, meter o pau em Lost como meteram tá errado. E não é por causa de Nerdcast, ou qualquer outro podcast, pq na época do seriado eu nem estava familiarizado com esse tipo de mídia. Mas vamos lá! Por que eu vim aqui defender Lost? Pelo simples fato de que na época, o hype que se criou em torno da série foi monstruoso. Eu concordo que o final foi decepcionante, mas não dá pra desqualificar toda a série que teve questionamentos muito profundos e bem fundamentados. E cá pra nós, comparar Lost e Heroes é uma blasfêmia.
    Um abraço a todos e sucesso sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s