Batendo Papo na Masmorra #37 Penny Dreadful

BPM-Banner-1

Vampiro! Lobisomen! Monstro de Frankenstein! Dorian Gray e muito Tumbalacatumbatumbatá!

Voltamos com mais um BPM!

Angélica Hellish, Marcos Noriega, Ivan PDSamir Saif conversaram sobre uma série cuja temporada terminou recentemente! Penny Dreadful.

Penny Dreadful é uma série de terror e fantasia exibida nos Estados Unidos pelo canal Showtime e no Brasil pela HBO. Foi criada por John Logan e produzida por Logan e Sam Mendes.

A série entrelaça as origens de vários personagens famosos literários de terror como o Dr. Victor Frankenstein, Dorian Gray, Jack o Estripador e Drácula, que espalham sua monstruosa alienação na Londres da época vitoriana.

O título se refere aos Penny Dreadfuls, publicações de ficção e terror que eram vendidas na Inglaterra do século 19. Por serem histórias que custavam um centavo, tinham como apelido “centavos do terror” ou “centavos de sangue”.

A série estreou no dia 9 de maio de 2014 no Showtime OnDemand, e logo depois, no dia 11 de maio no canal Showtime. A série passou a ser transmitida no Brasil no dia 13 de junho de 2014 pelo canal pago HBO.

 

Mencionados:

Assista Penny Dreadful online

Le Théâtre du Grand-Guignol

Youtube:

Sweey Todd (BBC)  2006  (tem torrent e legenda)

O Teatro Bizarro (2011) 

Perfume – A História de um Assassino

Anime Kuroshitsuji

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Anúncios

16 pensamentos sobre “Batendo Papo na Masmorra #37 Penny Dreadful

  1. Me surpreendeu muito Penny Dreadful e True Detective esse ano.

    Apesar do final não ser assim muito interessante no final da série, no geral é muito bem construída. Os diálogos entre o Frankestein e sua criatura, que agora não me recordo o nome do personagem, são muito boas, tem todo o clima das obras inspiradas. O ator que faz o Frankenstein é muito bom para o papel.

    O personagem da Eva Green, esta muito bem, o retrospecto do personagem, a forma como foi a vida dela, o tanto que ela penou para lidar com essa “incorporação” dela.

    Toda a construção da série é bacana, a construção de todos os personagens, os diálogos e mesmo a produção e direção da série.

    Só o final poderia ter dado um gancho para a próxima temporada que instigasse mais.

    Abraço a todos

    Curtir

    • McGreggor, é difícil não concordar com você, essas duas séries foram realmente as ótimas estreias de 2014.
      Uma estreia recente, não tão boa quanto as que você citou, mas ainda assim muito interessante, é The Strain, já conferiu?
      E tem as do ano passado como Utopia e Vikings, se ainda não viu vale a pena conferir.

      Curtir

  2. Gente, esse Dorian Gray saiu de onde? De uma boyband??? hahahaha
    Apesar de ter assistido a toda temporada, confesso que ainda não me pegou de vez. Com exceção do episódio 5, dedicado ao passado de Vanessa. Foi muito bom.

    Curtir

  3. Pingback: Lado B – Agosto de 2014

  4. Só vou defender Salem, que é uma ótima série, esse negócio de só é bom o gosto pessoal não pega bem, no mais Penny Dreadful foi um presente para os amantes do terror.

    Curtir

    • Olá,Andre, Esse argumento que usou é muito bom, e serve pra você também, não é porque você gosta que Salem é bom.
      A série tem uma ótima produção, bons efeitos e algumas cenas interessantes, mas o roteiro é uma merda, vamos falar francamente, eu me divertir bastante assistindo a primeira temporada, como quem assiste a um filme trash, ela lembra aquela Da Vinci’s Demons, diverte, mas é trash.
      🙂
      Não se aflija assistiremos a segunda temporada juntos, agora que a bruxa má resolveu ser má pra valer, tá prometendo.

      Curtir

  5. To fascinado por Penny Dreadful, galera. As referências literárias, os diálogos, a produção, tudo incrivelmente belo.
    Também tenho algumas críticas, mas devo dizer que foi a série que mais me fascinou em 2014, True Detectives também, mas PD foi o que me envolveu completamente.
    Sou suspeito também por que sou fã da Eva Green desde que ela estreou como Morgana na cancelada Camelot. Daí ela fez a Artemísia em 300: A Ascensão do Império e finalmente, perfeita como a Vanessa Ives.

    Eu simplesmente estou hipnotizado pela série.
    Abraços a todos.

    Curtir

  6. Parabéns pelo cast, já ouvi várias vezes, òtima análise dessa excelente série!
    Aguardando ansiosamente por mais um bate papo , agora sobre a segunda temporada!
    Pleaseeeeeeeeee Angélica!!!!
    Abraços!

    Curtir

  7. Pingback: Batendo Papo na Masmorra #47 – Penny Dreadful (Series Finale) | Masmorra Cine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s