Batendo Papo na Masmorra #38 no #DiadoPodcast

BPMgrande38

De volta com o Batendo Papo na Masmorra e nessa data tão importante: O Dia do Podcast!

Sim!  Dia do Podcast.

Quer saber como essa história começou?  Leia a postagem até o fim 😉

 

Nesse BPM, Angélica Hellish e Marcos Noriega convidaram os amigos Ivan PD , Douglas Exumador Fricke, Demétrius e Pino do Podtrash!

Tem documentário, série clássica muito famosa, filme de diretor mega bizarro e cultuado, série e desenho adulto de humor negro e a sua host cuspindo ódio pelas ventas, desabafando depois de uma péssima experiência cinematográfica.

A lista dos filmes citados ficará abaixo, não deixe de compartilhar o podcast nas redes sociais e comentar conosco suas impressões.

E você?  O que  tem assistido ultimamente?

 

Edição de Diego Pinto e Angélica

Banner de Barão do Red Baron Blues Blog

Participação especial de Mariana

Produções citadas: 

The Invisible War (2012) – Guerra Sem Cortes (2007) Miss Representation (2011) – A Filha do General (1999)

City of Lost Souls (2000)Audition (1999) –  Todd and the book of pure evil (2010)Bob’s Burgers (2011)

Only God Forgives (2013)Bronson (2008) – Valhalla Rising (2009)

 

diadopodcast

 

 

No dia 30 de Setembro é comemorado o #PodcastDay nos Estados Unidos.

Essa ação foi criada pelo podcaster americano Steve Lee (Netcast Studio) e visa propagar a mídia para o mundo inteiro, atingir o máximo de pessoas possível. Em apenas um ano de existência, o PodcastDay conseguiu um alcance muito maior do que eles mesmo esperavam e já planejam criar o International #PodcastDay para 2015.

Site oficial do evento: nationalpodcastday.com

Influenciados pelo sucesso do #PodcastDay e sob a iniciativa do Octávio Augusto,..

Criou-se o #DiadoPodcast. O #DiadoPodcast será comemorado a cada dia 21 de Outubro, data da publicação do primeiro podcast brasileiro, o Digital Minds, criado por Danilo Medeiros.

Este primeiro episódio ainda pode ser ouvido aqui: http://www.digitalminds.com.br/podcasts/digitalmindspodcast1.mp3.

O Dia do Podcast é uma iniciativa nacional para promover o podcast brasileiro e para divulgar a mídia por meio das redes sociais.

O objetivo é fazer com que mais pessoas passem a conhecer a mídia. Se você já sabe o que é e ouve podcast, apresente para um amigo seu. =)

No dia 21 de Outubro use #DiadoPodcast tanto no Twitter como no Facebook!

Acesse diadopodcast.com.br para mais informações. Acesse Mundo Podcast para saber dicas de  como criar o seu!

Acesse no Facebook:  Cine Masmorra e a página do Guia Cast para conhecer recomendações de vários podcasts.

 

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Anúncios

12 pensamentos sobre “Batendo Papo na Masmorra #38 no #DiadoPodcast

  1. Feliz dia do podcast!êeeehhhhhhhh!!!!!!!
    Já estava sem esperanças de ouvir este BPM.mas,vcs tardam mais não falham!hahaha

    Obrigado pela resenha do filme do Sr.Miike,que eu havia solicitado. E,antes de mais nada,não desistam deste mundo podcastal.mesmo que não no masmorra, mas partipem ativamente de outros podcasts.
    Sou fã de todos os envolvidos e acompanho o masmorra e Td1p a long time.
    Abcs!!!!

    Curtir

    • Obs: com relação a primeira parte do cast sobre o,ainda,preconceito contra as mulheres. Dou, como exemplo, a minha! Ela tem quase 1,80m e uma beleza típica do leste europeu.oque sempre foi útil para conceguir trabalhos que valorizacem tais características.
      No entanto,um dia ela desistiu destas funções praticamente impostas e,surpreendendo todo mundo,começou um curso de soldagem!!! E logo em seguida conseguiu emprego no ramo.
      É claro que muitos à criticaram mas,mesmo assim ela foi em frente e é muito feliz em sua nova empreitada.
      E com relação ao City of lost souls, eu não acredito que o douglas deixou de comentar sobreo ANÃO japonês!!! eu nunca vi,nem comi ,nem ouvi falar!!! Hahaha
      Abraços queridos!

      Curtir

  2. Oi a todos,

    O BPM está muito bom, não aguento e vou comentando enquanto eu ouço, rsrs

    A parte da posição da mulher na sociedade é algo importante de ser discutido e fiquei muito interessado na indicação. É algo importante de se discutir e sempre repensarmos para não cairmos, de maneira inconsciente, reproduzirmos tudo isso.

    —————-

    Sobre Doctor Who, eu sou muito fã da série, tanto da moderna quanto da clássica. Cheguei a escrever uma série de artigos colocando a série em diálogo com filosofia: http://tianix.wordpress.com/tag/doctor-who/

    O Marcos citando a época do primeiro Doutor é extremamente interessante. A série dialoga com o a trauma quer foi a Segunda Guerra de maneira muito interessante. Gostaria de citar alguns pontos interessantes dessa época:

    1) O grupo inicial onde temos um Doutor que representa o inglês do século XIX, de certa forma; os professores que viveram o drama do II Guerra, em que a tensão deles com o Doutor é, de certa forma, por ver no modo antigo de agir a culpa da Guerra; e uma adolescente rockeira fã de Beatles, ou seja, alguém que representa a contracultura dos anos 60. O simbolismo, para a época, de estereótipos de três visões de mundo diferente tendo que aprender uma com a outra para superação dos desafios da série é uma mensagem interessantíssima.

    2) Os Daleks foram criados para referenciar o Nazismo. São antigos filósofos, cientistas, artistas e professores que unem-se a seu tanque de guerra, deixando sua própria humanidade em prol do extermínio do diferente. Para as crianças, era uma demonstração do horror que o totalitarismo e o nazismo gerou, para os adultos, jovens e adolescentes, era uma forma de elaborar tudo que passaram recentemente. É incrível a coragem da série de abordar isso.

    3) A série coloca o homem em tensão com a tecnologia o tempo todo. Isso era um tema comum da filosofia a época, o problema do homem-máquina, da coisificação do humano. A série conseguir abordar isso é algo extraordinário. A tecnologia não é colocada como algo ruim ou bom necessariamente, contrariando toda ideologia que gerou a II Guerra, mas propõe a necessidade de humanidade e de cooperação de pessoas diferentes. Incrível!

    ——-

    Fiquei interessado também no filme do Takashi Miike.

    Tudo de bom a todos!

    Curtir

  3. Olá!

    Muito bom este episódio.
    A indicação do Ivan é muito boa, mas os dados não me causaram espanto. Infelizmente o estupro sub-notificado é uma realidade em todos os cantos, e este ano foi noticiado que 20% das universitárias dos EUA sofreram abuso sexual. 1 em cada 5 mulheres que ousaram ir pra universidade sofreram abuso por ousarem estar lá.
    Pura e simplesmente isso.
    É por estes dados e outros que acho uma hipocrisia que nós condenamos tão veementemente o que acontece em alguns países islâmicos enquanto nos países ditos “ocidentais e cristãos” a situação não é nada melhor.
    Mas como o Marcos ressaltou, só alguns países islâmicos são lembrados. Porque na Arábia Saudita a coisa é muito ruim e dificilmente é lembrado como opressor das mulheres. Já o Irã, onde mulheres podem dirigir e votar, é noticiado como o pior.

    Ah, e Doctor Who é o que há!

    XD

    abraços

    Curtir

  4. Pingback: Lado B – Outubro de 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s