Calabouço da Liv #08 – O que é que a Nova Zelândia tem?

Visit-New-Zealand-Landscape-With-Road-and-Snowy-Mountains-Southern-Alps-New-Zealand-1600x1047.jpg

A maioria das pessoas conhece a Nova Zelândia por ser o cenário das trilogias da Terra Média, com suas montanhas esplendorosas e os infinitos campos verdes. Realmente, o país já foi local de diversos filmes e séries devido a sua beleza natural. Xena – A Princesa Guerreira, Avatar, O Último Samurai e Spartacus são apenas algumas das obras que foram gravadas por lá. Peter Jackson e Jane Campion são dois diretores neozelandeses muito famosos internacionalmente, ambos já ganharam Oscars, e gostam muito de explorar as paisagens locais em seus filmes. Se eu fosse uma diretora lá também exploraria, afinal, o país é lindíssimo mesmo, e a sua aura etérea é intemporal.

Continuar lendo

Anúncios

Batendo Papo na Masmorra #42 Acessibilidade à Cultura

banner bpm 42 625x435

Voltamos com mais um Batendo Papo na Masmorra e dessa vez falando sobre o direito que o ser humano tem de acesso à cultura, o entretenimento.

Falamos sobre as nossas experiências para possamos ir aos cinemas na região em que moramos, desigualdade social e a responsabilidade e o cuidado que todos nós precisamos ter com o que falamos nas gravações dos podcasts, nos textos que publicamos…

Para esse bate papo Angélica Hellish convidou Thiago Miani do Dimensão Nerd, Tiago de Lima Castro do Nerdópole, do Blog Pensamentos, Pesquisas e Reflexões e do extinto Randoncast , Emerson Teixeira do podcast Cronologia do Acaso e Cliff Rodrigo dos podcasts Trashcast e Tem Um Tigre no Cinema.

Esse podcast foi gerado devido ao texto polêmico escrito por Jurandir Filho do portal Cinema com Rapadura (ele escreveu um pedido de desculpas) sobre o problema de segurança que seria criado caso o ingresso de cinema tivesse um valor barato e acessível à todas as pessoas de diversas classes sociais.

Queremos deixar bem claro que apesar de não concordar com essa opinião, esse podcast não foi gravado para recriminar o autor do texto pelo ato falho ou alimentar a polêmica em torno de seu nome.

E sim para fazer uma reflexão do que pode nos levar a  escrever textos  nesse teor e como podemos e devemos mudar a nossa perspectiva sobre muitas coisas.

Na imagem do banner.

A foto de um projeto de ação social em Cabo Frio no Estado do Rio de Janeiro que levou várias pessoas em situação de rua ao Shopping para assistir o filme Vingadores. Um projeto que acontece periodicamente.

Humaniza Redes

Texto: O cinema como prática educativa não formal

Texto: Porque Cinema Barato é uma coisa boa

Texto: Um cinema para todos

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Youtube:

The hidden blade

Poucos de nós realmente conhece a cultura japonesa. Alguns afortunados têm a oportunidade de viajar ao Japão e ter contato direto com os costumes daquele povo tão interessante. Outros, por outro lado, pobres mortais como a maioria, podem se utilizar de alguns outros meios, tais quais os animes, mangás, e também, o cinema. É muito bom quando assistimos um filme que nos transmite a realidade de uma época, os costumes de um povo, sua cultura e história. E um que me agradou nesse quesito foi Kakushi Ken Oni No Tsume – The Hidden Blade (A Espada Oculta) – 2004.

Continuar lendo