The Station Agent

Esse é o primeiro filme que me recordo, em que a história gira em torno de uma pessoa com nanismo, e cuja temática não seja medieval fantasiosa. 

Fibar McBride (Peter Dinlage) É uma pessoa fechada em seu mundo particular, devido a inúmeras situações pelas quais passou, até que seu único amigo e patrão morre, e lhe deixa como herança, um antigo galpão ao lado de uma linha férrea desativada. Agora, terá de se acostumar novamente a ser tratado como a “atração” da cidade.

Emboro o filme se disponha a tratar de preconceitos e como as pessoas lidam com isso, ele discute também como muitas vezes, nós, como vítimas, nos fechamos, preconceituosamente julgando vizinhos ou qualquer pessoa que se aproxime de nós.

O filme mostra ainda a vida praticamente normal, pois tirando as dificuldades relacionadas a acessibilidade, os problemas e desafios que todos passam, são os mesmos.

O filme venceu o BAFTA de Melhor Roteiro Original e o Independent Spirit Award de Melhor Primeiro Roteiro, ambos para Thomas McCarthy.