Fahrenheit 451

 

Produção inglesa, de 1966, baseada em livro homônimo de Ray Bradbury. Direção de François Truffaut, roteiro dele e de Jean-Louis Richard. Com Julie Christie, Oskar Werner, Cyrill Cusack, Anton Diffring.

Num futuro distópico, um governo totalitário proíbe ler e manter livros, sob o pretexto de que tornam as pessoas infelizes. Bombeiros, então desnecessários para contenção de incêndios, são os responsáveis pelo controle e incineração de qualquer exemplar impresso encontrado. Além de atear fogo aos livros, os bombeiros são também responsáveis por encontrar, perseguir e deter aqueles encontrados mantendo-os e lendo-os. Tal qual uma polícia “especial”, uma Gestapo bibliófoba.

Continuar lendo