Assistir: BBC A History of Horror with Mark Gatiss (PT-BR)

CLIQUE NO NOME PARA SER DIRECIONADO:

1 – Frankenstein Goes to Hollywood:

No primeiro de uma série de três partes, Mark Gatiss explora a idade de ouro do terror de Hollywood, que se estende desde seus primeiros dias no cinema mudo dos anos 20 até as clássicas imagens de monstros dos anos 30. O apoio da BBC permite-lhe um acesso notavelmente exclusivo, desde uma exploração de todo o conjunto muito bonito de O Fantasma da Ópera , de 1925 e ao kit de maquiagem da estrela do filme, Lon Chaney.

2- Home Counties Horror:

Tendo explorado a era dourada de terror dos anos 30 e 40 de Hollywood, Mark Gatiss volta para casa para mostrar como o Reino Unido cultivou sua própria obsessão com o macabro em meados dos anos 50.

Os filmes A Maldição de Frankenstein e Drácula criaram estrelas como Peter Cushing e Christopher Lee, e o uso escabroso da cor teria um profundo efeito sobre os cineastas dos Estados Unidos e da Europa. A influência de Hammer pode ser vista na onda de horror italiana provocada por Black Sunday , de Mario Bava , e nas clássicas adaptações de Poe, feitas por Roger Corman nos EUA.

3- The American Scream:

Atingido pelo sucesso do thriller de Hitchcock, Psycho, em 1960, a última parte da década viu um renascimento explosivo do gênero horror, graças em grande parte ao inovador A Noite dos Mortos Vivos , de baixo orçamento .

A terceira e última parte de A History Of Horror mostra o progresso desse gênero de renascimento, quando Mark Gatiss contrasta os caros e sobrenaturais filmes de Hollywood do final dos anos 60 e 70 (O Bebê de Rosemary, O Exorcista , A Profecia) contra o horror decididamente secular. de filmes independentes de baixo orçamento, como O Massacre da Serra Elétrica.

Extra: Horror Europa.

Escrito e apresentado por Mark Gatiss, o documentário viaja pela história do cinema de terror europeu: das visões de pesadelo do expressionismo alemão aos assassinos de luvas pretas dos filmes italianos de Giallo, das vampiras lésbicas na Bélgica aos fantasmas da Guerra Civil Espanhola. Visitando os principais locais de filmagem e conhecendo alguns dos melhores talentos do gênero, Horror Europa Com Mark Gatiss mostra em 90 minutos como o turbulento século 20 neste continente forjou uma extraordinária e diversificada tradição de horror.

Escute os podcasts que publicamos com referências aos temas!

(Horror Britânico) Masmorra Cast, Hora do Chá Com 2 Cubos de Sangue!

(Horror Europeu)

Masmorra Cast, Halloween Italiano con Molto Terrore e Paura con la Salsa di Pomodoro!

França: Masmorra Cast, Halloween Made in France (com biquinho)

Espanha: Masmorra Cast, Especial Dia de Las Brujas (con muy horror!)

[Séries] O Poder da Arte (BBC The Power of Art 2006) de Simon Schama

O apresentador Simon Schama nos apresenta sua escolha de artistas e obras de arte e nos conta porque a arte é tão importante.
O poder da grande arte, é o poder de nos levar à revelação e nos resgatar do nosso modo padrão de ver. Depois de um encontro com tal força, não olhamos para um rosto, uma cor, um céu, um corpo, mais da mesma maneira. Somos ajustados ao novo olhar: Uma visão.
Visões da beleza ou um estremecer de prazer são parte desse processo, mas assim também podem ser o choque, a dor, o desejo, a piedade ou até mesmo a repugnância.
Esse tipo de arte parece revolver os nossos sentidos e passamos a entender o mundo de maneira diferente.
Disponibilizamos essa raridade aqui no site.
Clique no nome para baixar / assistir com legendas PT-BR:
Van Gogh (com o ator Andy Serkis)

Masmorra Cast #52 – Halloween na Bolsa do Canguru!

BANNE 52 625x435

Hey Mates!

Esse ano nosso Especial de Halloween explora a Austrália e traz algumas recomendações de excelentes filmes de terror/suspense da terra do Crocodilo Dundee!

Muriel  e Sidney Ngaloo convidaram Mad Patrick Max do Podtrash e Bruce Dundee do Aquela Velha Onda para conversar sobre a questão do extermínio e apagamento do povo aborígene, o documentário Not Quite Hollywood: The Wild, Untold Story of Ozploitation!, e como sempre sugerir algumas obras que vão muito além do terror!

Vem pra Yabba, vem!

Mencionados:

Sobre os aborígenes: Walkabout – 1971 Nicolas Roeg / Geração Roubada – 2002 Phillip Noyce / Onde Sonham As Formigas Verdes – 1984 Werner Herzog

Documentário: Not Quite of Hollywood – 2008 Mark Hartley

Recomendações:

Douglas Fricke: Patrick – 1978 Richard Franklin / Thirst – 1979 Roy Hardy / Link O Animal Assassino – 1986 Richard Franklin / Feed Fome Assassina – 2005 Brett Leonard

Vinicius Brandão: Harlequin – 1980 Simon Wincer /  Next of Kin – 1982 Tony Williams

Marcos Noriega: The Cars That Ate Paris – 1974 Peter Weir / Picnic at The Hanging Rock – 1975 Peter Weir

Angélica Hellish: Long Weekend – 1978 Colin Eggleston / Wake in Fright – 1971 Ted Kotcheff / The Babadook – 2014 Jennifer Kent

 

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE – SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Batendo Papo na Masmorra #38 no #DiadoPodcast

BPMgrande38

De volta com o Batendo Papo na Masmorra e nessa data tão importante: O Dia do Podcast!

Sim!  Dia do Podcast.

Nesse BPM, Angélica Hellish e Marcos Noriega convidaram os amigos Ivan PD , Douglas Exumador Fricke, Demétrius e Pino do Podtrash!

Tem documentário, série clássica muito famosa, filme de diretor mega bizarro e cultuado, série e desenho adulto de humor negro e a sua host cuspindo ódio pelas ventas, desabafando depois de uma péssima experiência cinematográfica.

A lista dos filmes citados ficará abaixo, não deixe de compartilhar o podcast nas redes sociais e comentar conosco suas impressões.

E você?  O que  tem assistido ultimamente?

Edição de Diego Pinto e Angélica

Banner de Barão do Red Baron Blues Blog

Participação especial de Mariana

Produções citadas: 

The Invisible War (2012) – Guerra Sem Cortes (2007) Miss Representation (2011) – A Filha do General (1999)

City of Lost Souls (2000)Audition (1999) –  Todd and the book of pure evil (2010)Bob’s Burgers (2011)

Only God Forgives (2013)Bronson (2008) – Valhalla Rising (2009)

 

diadopodcast

 

 

No dia 30 de Setembro é comemorado o #PodcastDay nos Estados Unidos.

Essa ação foi criada pelo podcaster americano Steve Lee (Netcast Studio) e visa propagar a mídia para o mundo inteiro, atingir o máximo de pessoas possível. Em apenas um ano de existência, o PodcastDay conseguiu um alcance muito maior do que eles mesmo esperavam e já planejam criar o International #PodcastDay para 2015.

Site oficial do evento: nationalpodcastday.com

Influenciados pelo sucesso do #PodcastDay e sob a iniciativa do Octávio Augusto,..

Criou-se o #DiadoPodcast. O #DiadoPodcast será comemorado a cada dia 21 de Outubro, data da publicação do primeiro podcast brasileiro, o Digital Minds, criado por Danilo Medeiros.

Este primeiro episódio ainda pode ser ouvido aqui: http://www.digitalminds.com.br/podcasts/digitalmindspodcast1.mp3.

O Dia do Podcast é uma iniciativa nacional para promover o podcast brasileiro e para divulgar a mídia por meio das redes sociais.

O objetivo é fazer com que mais pessoas passem a conhecer a mídia. Se você já sabe o que é e ouve podcast, apresente para um amigo seu. =)

No dia 21 de Outubro use #DiadoPodcast tanto no Twitter como no Facebook!

Acesse diadopodcast.com.br para mais informações. Acesse Mundo Podcast para saber dicas de  como criar o seu!

Acesse no Facebook:  Cine Masmorra e a página do Guia Cast para conhecer recomendações de vários podcasts.

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Masmorracast # 23 – Documentário. A câmera crítica.

Neste podcast,Angélica Hellish,Marcos Noriega,Polly Ana e João Paulo comentaram três ótimos documentários cada um,e ressaltaram a importância de assistir esse gênero cinematográfico que traz novas perspectivas sobre problemas que a Televisão não mostra.
E aí…Qual é o seu preferido?Comenta!
contato.cinemasmorra@gmail.com

Olhar Estrangeiro
Direção:Lúcia Murat – Ano: 2006
Buena Vista Social Club
Direção:Win Wenders – Ano: 1999
The Celluloyd Closet
Direção:Rob Epstein,Jeffrey Friedman – Ano: 1995


Estamira
Direção:Marcos Prado – Ano: 2006
À Margem do Corpo
Direção:Débora Diniz – Ano: 1998
Aborto dos Outros
Direção:Carla Gallo – Ano: 2007

Bem Vindo à São Paulo
Direção: Leon Cakoff, Wolfgang Becker, Renata de Almeida, Kiju Yoshida, Mika Kaurismäki, Phillip Noyce, Caetano Veloso, Jim McBride, Hanna Elias, Maria de Medeiros, Ming-liang Tsai, Ash, Mercedes Moncada, Andrea Vecchiato, Amos Gitai, Daniela Thomas
Brasil-Brasil
Direção:Robin Denselow Ano:2007
Home – O mundo é nossa casa
Direção: Yann Arthus-Bertrand – Ano: 2009

Ilha das Flores
Direção: Jorge Furtado Ano: 1989
Muito além do Cidadão Kane
Direção: Simon Hartog – Ano: 1993
Religulous
Direção: Larry Charles – Ano: 2008

Citados no podcast:
Reel Bad Arabs – Como Hollywood Vilificou um povo
Maria Bethânia – Música é Perfume

“O vídeo documentário como instrumento de mobilização social “
Por Vanessa Zandonade e Maria Cristina de Jesus Fagundes

O documentário surgiu da característica original do cinema de registrar os acontecimentos cotidianos das pessoas e animais. As primeiras evidências históricas, enquanto gênero cinematográfico, surgiram com o norte americano Robert Flaherty, o qual acompanhou a vida dos esquimós do norte do Canadá de 1912 a 1919 e lançou o filme Nanouk, o esquimó, em 1922.
Diante da realidade brasileira, em que há um elevado grau de analfabetismo e baixo poder aquisitivo da maioria da população, o acesso à cultura e ao conhecimento, de um modo geral, torna-se `privilégio’ de poucos. A percepção dos acontecimentos da sociedade como um todo, provém, principalmente, dos meios de comunicação de massa.
A apatia da maioria da população frente aos acontecimentos diários transmitidos via mídia televisiva, deve-se à falta de compreensão das realidades veiculadas. Sem clareza das idéias, apáticos com relação aos problemas e sem a compreensão dos fatos, os membros das comunidades não conseguem se organizar em busca de melhorias. Dessa forma, desencadeia-se um processo de estagnação social, no qual os fatos são absorvidos sem nenhum questionamento. O jornalista Michael Kucinski, ressalta no livro Conceitos de jornalismo, os problemas acarretados pelos noticiários. Segundo ele: “Schulz critica as reportagens qualificando-as de superficiais e desprovidas da preocupação de assinalar as tendências fundamentais e os contextos mais amplos.”
O documentário deve promover a integração entre os membros da comunidade retratada e desenvolver a cooperação entre eles, de forma a enriquecer os conhecimentos individuais e coletivos. Possibilita ainda ao jornalista especializado no gênero, a oportunidade de dedicar-se aos fatos do cotidiano, os quais envolvem todos os tipos de pessoas, independente da raça, cor, religião, ou posição social que exercem e não considerar os “furos” de reportagem como prioridade de produção.

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO

Masmorra no Twitter e no Facebook