Masmorra à Trois #06 Trilogia do Paraíso

banner-trilogia-paraiso

Em nosso projeto especial sobre trilogias, trouxemos para vocês a visceral Trilogia do Paraíso do diretor austríaco Ulrich Seidl.

Um retrato assustadoramente realista daqueles que são marginalizados, abusados ou simplesmente excluídos ou invisibilizados socialmente. Desconstrói criticamente as relações interpessoais e estruturas sociais que condicionam os cidadãos de seu país.

Paraíso: Amor (Love, 2012), Paraíso: Fé (Faith, 2012) e Paraíso: Esperança (Hope, 2013).
Se concentram em três mulheres de uma mesma família; uma deles viaja para o Quênia para fazer turismo sexual, outra aproveita as férias e se tenta propagar o catolicismo e no terceiro filme, a mais jovem, Melanie, precisa passar o tempo de férias da mãe em um acampamento para perda de peso

O projeto é uma produção de maioria austríaca e  co-produção na Alemanha e França . Foi concebido como um filme, mas depois de uma longa gestação tornou-se três entradas que formam uma trilogia.

Acompanhe o bate papo de Angélica Hellish, Marcos Noriega e a sempre especial participação do nosso amigo do Podtrash Douglas Fricke.

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE COM O BOTÃO DIREITO DO MOUSE – SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 
COLABORE COM O MASMORRA NO PADRIM

Masmorra à Trois #5 Trilogia Pusher

pusher

Demorou, mas voltamos com o nosso projeto que aborda as trilogias mais interessantes do cinema! O Masmora à Trois.

Angélica Hellish e Marcos Noriega convidaram Maurício Saldanha do Canal Cabine Celular, Filipe Pereira do Vortex Cultural e  Douglas Exumador Fricke do Podtrash para conversar sobre a Trilogia Pusher de Nicolas Winding Refn.

Youtube:

Pusher (1996)Pusher 2 (2004), Pusher 3 (2005)

O mesmo tema é abordado em todos os 3 filmes: o submundo do tráfico de drogas na Dinamarca, sendo todos os personagens figuras ligadas a ele. Traficantes, viciados, suas famílias, enfim, todo mundo que de alguma forma usa ou usufrui do dinheiro gerado pelo tráfico dinamarquês. É muito bacana ver os 3 filmes, principalmente para poder captar as diferentes visões de diferentes personagens inseridos em um mesmo universo característico.

Sente-se à mesa, coma um prato gostoso de Shawarma (?) que o Milo preparou! 😉

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE COM O BOTÃO DIREITO DO

MOUSE – SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567  Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 
COLABORE COM O MASMORRA NO PADRIM

Masmorra à Trois #4 – Trilogia da Guerra por Andrzej Wajda

cine-masmorra-2

Voltando a série Trilogias, Angelica Hellish, Marcos Noriega e Douglas Fricke do Podtrash, trazem para vocês as impressões sobre a  sensacional Trilogia da Guerra dirigida pelo cineasta polonês Andrzej Wajda,  sinônimo de cinema político polonês desde os anos 50.

Wajda iniciou sua trajetória nas telas em 1954, com “Geração“. O filme já apresentava aspectos relacionados à realidade dura de seu país, num enredo sobre um grupo de resistentes que se voltam contra os alemães durante a invasão de Varsóvia em 1942. O longa formou a chamada “trilogia da guerra” com os igualmente fundamentais “Kanal” (1957) e “Cinzas e Diamantes” (1958).

O cinema de Andrzej Wajda transita, dessa forma, entre a estética e a ética, investigando vários meandros e, no processo, transformando tudo em boa arte.

Edição e trilha sonora realizada por Diego Pinto do Cine Desbravador (visite!)

Nossos agradecimentos aos amigos do Randomcast : Valério Gamer pela arte do banner e Mey Linhares por emprestar a bela voz para a vinheta inicial desse projeto.

Divulgue esse podcast. Divulgue bom cinema:

 

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Masmorra Cast #44 Trilogia Qatsi – Baraka e Samsara

banner44

 

Voltando com a série sobre trilogias, Angélica Hellish e Marcos Noriega convidaram Sérgio Vieira do blog Impressões Digitais e Douglas Fricke, o Exumador do Podtrash para conversar sobre a trilogia de filmes não verbais, a Trilogia Qatsi dirigida por Godfrey Reggio“Koyaanisqatsi” Vida fora de Equilíbrio de 1983, “Powaqqatsi”  Vida em Transformação de 1988, “Naqoyqatsi” Vida É Guerra de 2002 e estendemos o papo aos filmes de Ron Fricke:  “Baraka” (antiga palavra com significados em várias línguas, pode ser traduzida como benção, sopro ou essência da vida, de onde se desencadeia o processo da evolução do mundo) de 1992 e “Samsara”  (sânscrito-devanagari: संसार: , perambulação, pode ser descrito como o fluxo incessante de renascimentos através dos mundos) de 2011.

Embarque conosco nessa viagem e conheça mais sobre esses filmes que abordam questões importantes dentro da evolução (ou a involução) e o processo de desumanização dos seres humanos.

Muitos contrapontos interessantes. Uma poesia visual, uma crítica mordaz ao mundo em que vivemos.

A arte do banner: Barão do blog Red Baron Blues Blog

Durante a edição você escutará: Philip Glass, Deep Forest, OST dos filmes, OST de Animatrix, Omar Faruk Tekbilek, Era,  Win Mertens e a coletânea Solaris

Youtube:
Citados durante o podcast:

“O Homem Com A Câmera”  de 1929 dirigido por Dziga Vertov (aqui completo no Youtube)

Spirit of Baraka – site que agrega  diversas obras cinematográfica não verbais

Assista aqui Koyaanisqatsi  em duas partes online

Assista aqui Powaqqatsi  em 5 partes

Assista aqui Nakoyqatsi completo online

Bodysong – 2003 – Direção Simon Pummell (aqui online completo)

Samsara – 2011 – Direção Ron Fricke (aqui online completo)

Vale a pena assistir também:

Do diretor Marcelo Masagão: “Nós que aqui estamos, por vós esperamos” de 2000 e ” 1,99 Um supermercado que vende palavras”  de 2003

PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook 

Masmorra à Trois: Trilogia Flamenca de Carlos Saura

Inaugurando os podcasts temáticos de 2012, trouxemos para vocês a nossa série “Trilogias” falando da Trilogia Flamenca de Carlos Saura.

Trilogia que faz brilhar a estrela  dos maiores expoentes dessa dança, Antonio Gades e Cristina Hoyos.

Marcos Noriega e Angélica Hellish convidaram Douglas Fricke, o Exumador do Podtrash pra trocar impressões sobre os filmes: Bodas de Sangue, Carmem e O Amor Bruxo.

Vamos a bailar?

Banner feito por Adorador do Capeta

Continuar lendo

Masmorra à Trois #1 Trilogia das Cores de Krzysztof Kieślowski

TRILOGIA DAS CORESNo nosso primeiro podcast da série Trilogias Angélica Hellish e Marcos Noriega recebem Juliano D’Angelo do Rapaduracast para conversar sobre a última obra desse importante diretor.
O diretor polonês Krzysztof Kieslowski faleceu em 13 de março de 1996 aos 54 anos, deixando para trás uma filmografia extensa e uma obra prima como legado para a humanidade. “A Trilogia das Cores” é esse legado.
Os filmes são baseados nas cores da bandeira francesa e no tema da sua famosa revolução, “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, divididos individualmente em A Liberdade é Azul ( Blue ), A Igualdade é Branca ( White ) e A Fraternidade é Vermelha ( Red ).
Ao assistir na seqüência, percebe-se com mais clareza as sutis ligações que são feitas entre os filmes e as correlações que existem entre as distintas histórias. Os filmes se encontram a venda tanto de forma individual como em uma caixinha para lá de bacana.
Em “A Liberdade é Azul”, o drama toma conta da história. Conhecemos Julie (Juliette Binoche), que após perder o marido e a filha em um acidente de carro, renega tudo e todos e passa a viver evitando tudo que lhe cause qualquer emoção. O silêncio dá o tom, com o diretor mostrando uma riqueza de detalhes fantástica (como quando o médico avisa Julie da tragédia) e focando em objetos e pontos vazios para explorar a solidão da protagonista.

trilogiadascores

“A Igualdade é Branca” é um filme mais leve, mas não menos tenso. Nele, Karol Karol (Zbigniew Zamachowski) leva a vida com uma incrível falta de tato e principalmente de sorte. Sua mulher Dominique (Julie Delpy), o abandona às traças porque simplesmente ele não dá mais conta do recado de satisfazê-la. Karol Karol então volta para a Polônia e trama calmamente sua vingança contra a ex-mulher, que apesar da sua raiva não acontecerá de maneira gratuita, pois ele ainda a ama.
O toque de mestre de Krzysztof Kieslowski chega em “A Fraternidade É Vermelha”, um drama centrado em redenção e procura, apimentado com desilusões, tristezas e rotina. Valentine (Irene Jacob) é uma modelo que vive em Paris e vê sua vida meio em frangalhos, longe do namorado e vendo sua família ruir.
Ao conhecer um juiz aposentado (Jean-Louis Trintignant) que passa o resto da vida a espionar os vizinhos, Valentine vê sua vida mudar e tomar rumos inesperados.
Com os três filmes da trilogia, Krzysztof Kieslowski uniu emoção, sentimentos e sujeira humana em um momento único da Europa, que passava por um processo todo especial após a queda do Muro de Berlim. Com os longas, ganhou prêmios importantes como o Leão de Ouro de Veneza, o Urso de Prata de Berlim e o Festival de Cannes, além de indicações para o Oscar. Nada mais justo para uma obra de rara beleza e poesia. Indispensável.
Edição feita por Daniel Volponi
Skype: Masmorracast


PARA FAZER DOWNLOAD, CLIQUE AQUI E SELECIONE SALVAR LINK COMO
NOVO FEEDhttp://www.podcastgarden.com/podcast/podcast-rss.php?id=7567 Assine  e conheça todos os nossos podcasts

Masmorra no Twitter e no Facebook